Crossfoot online pela página da ARHT: 'continuar a atividade física'

Mesmo longe do 'ideal', o importante é não parar os exercícios físicos

Crossfoot online pela página da ARHT: 'continuar a atividade física'

Crossfoot na ARHT acontece há 4 anos e quatro meses com o Professor Alisson Campos - Foto: Divulgação

A 'quarentena virtual' da Associação Recreativa Homens do Trabalho (ARHT) continua. Com as dependências fechadas, professores de várias modalidades disponibilizam aulas em vídeo na página do clube no Facebook. O Crossfoot, que utiliza o gramado da sede da ARHT, também está suspenso e recorreu à plataforma web. 

Para o professor Alisson Campos, as aulas online são um desafio, principalmente pelo formato da modalidade. Mesmo assim, ele ressalta a importância de não parar completamente as atividades físicas, até porque também são um meio de prevenção ao coronavírus. 

"A ideia foi bem aceita, mas a grande maioria dos alunos ainda tem aquela preguiça de treinar sozinho em casa. Até por isso preferem o Crossfoot, para ir treinar em um local aberto e também em turmas, que ajudam a motivar mais dentro das atividades. O importante, apesar não estar sendo da forma ideal, é continuar sua atividade física. A prática em pelo menos duas a três vezes na semana aumenta a imunidade do indivíduo e ajuda sim no combate à covid e às doenças mais comuns como diabetes e hipertensão", explica o professor.

A ansiedade pelo retorno às atividades existe. Alisson trabalha com o Crossfoot, um modelo de treinamento funcional associado às técnicas do futebol, há X anos na Associação Recreativa Homens do Trabalho. É a primeira vez que encara uma paralisação dessa forma.

"Apesar dessa situação, não deixamos de estar tentando trabalhar. Temos que adaptar os treinos para os espaços que os alunos tem em casa. O problema é que muitas vezes os alunos acabam não tendo um espaço legal e também acabamos perdendo o contato do dia a dia para ver a evolução de cada aluno, e a intensidade dentro dos treinos, por não ter o acompanhamento que teríamos em quadra", avalia.

Compartilhe essa notícia com seus amigos!