Prefeitura diz que suspensão do Campeonato de Basquete partiu da CBB

Coordenação do NBPG explica que CBB apenas cumpriu recomendações municipais

Prefeitura diz que suspensão do Campeonato de Basquete partiu da CBB

Campeonato foi cancelado após medidas contra a covid-19 serem sancionadas na cidade - Foto: Arquivo/NEC

Os jogos da Conferência Hélio Rubens, válidos pelo turno do Campeonato Brasileiro de Basquete foram cancelados na última quinta-feira (25) em Ponta Grossa, por conta do Decreto Municipal que proíbe entre outras coisas, ações esportivas na cidade, do dia 26 de fevevereiro ao dia 9 de março de 2020. Segundo a Prefeitura, a decisão de suspensão partiu da própria CBB, mas a coordenação do Novo Basquete Ponta Grosa (NBPG), time que representa a cidade na competição nacional, informa que a Confederação apenas cumpriu a recomendação disposta no Documento. 

“A decisão da CBB foi tomada em 5 minutos de reunião com todas as equipes. Ninguém quis correr risco e descumprir um decreto, pois  temos nomes de Confederação, Federação, além de  patrocinadores  importantíssimos em nossas camisas, portanto não seria inteligente e nem correto  descumprir um Decreto  como este que foi publicado”, explica o coordenador do NBPG, Paulo Moreira

A direção do NBPG enfatiza ainda, que o Protocolo de Segurança da CBB foi bastante exigente, de alto custo para os times participantes e que não houve nenhum caso de covid-19 nas equipes desde que as medidas foram colocadas em funcionamento. 

“A CBB foi muito exigente quanto as nossas obrigações. Ambulâncias, médicos, isolamento, exames e equipamentos para todos antes do evento. Além de ter que cumprir outras solicitações dentro e fora do ginásio. Enfim, custou caro fazer tudo corretamente e apesar de termos um histórico zero de covid desde quando colocamos o protocolo em funcionamento, não tivemos a mesma sorte que o futebol”, acrescenta Moreira.

No último final de semana, a Prefeitura permitiu a realização da partida de futebol da equipe do Operário Ferroviário, válida pelo Campeonato Paranaese, mesmo após uma recomendação do Ministério Público para que não houvesse o jogo. Com exclusividade, o Net esporte Clube trouxe o documento em que o MP pedia que a partida não fosse realizada, entre outros motivos, por conta do Decreto Estadual que proibiu atividades não essenciais devido ao estágio da pandemia no Paraná.

No entanto, a Prefeitura não acatou a recomendação, pois, segundo o órgão, embora não seja considerada uma atividade essencial, a partida foi realizada dentro dos termos de segurança sanitária, conforme a legislação especial vigente. Portanto, entenderam que isso não representaria risco para a saúde dos atletas e outros envolvidos, testados negativamente para a Covid-19. 

“Nós LDPG e CBB sentimos muito de não termos sido vistos como entidades que cumprem os protocolos corretamente. Para quem não sabe do ocorrido fica a impressão que nós fazíamos algo clandestino e sem controle. Nosso protocolo foi publicado em meados de dezembro de 2020 para dar tempo de nos ajustarmos para tal evento da forma correta, pois a Confederação é muito enérgica quanto a estes procedimentos. Fica apenas o sentimento de não poder cumprir o evento sem saber o porquê”, finaliza o coordenador. 

Em nota, a CBB informou que os jogos das duas últimas rodadas do Campeonato de Basquete serão realizados no fim de março, em Brusque, cidade que já sediaria o returno da competição. A segunda rodada do Campeonato Paranaense de Futebol também foi adiada pela Federação Paranaense, e jogos do torneio não acontecerão no estado enquanto a medida estiver em vigor. O estado do Paraná já soma mais de 645.600 casos de Covid-19, sendo 3.196 novos casos confirmados e mais 17 mortes, apenas hoje. 

Compartilhe essa notícia com seus amigos!