Liga Desportiva aposta em treinos virtuais para a base do basquete

Atividades online te sido aperfeiçoadas com atletas de 13 e 14 anos

Liga Desportiva aposta em treinos virtuais para a base do basquete

Técnico e atletas avaliaram o rendimento da programação online em reunião por vídeo - Foto: Divulgação

Práticas de modalidades coletivas continuam proibidas, mas o esporte tem tentado se reiventar durante a pandemia de coronavírus. A base da Liga Desportiva de Basquete de Ponta Grossa (LDPG) está realizando atividades à distância para que os atletas não fiquem parados.

Estão envolvidos nas atividades online 16 atletas de 13 e 14 anos que cumprem uma programação semanal com exercícios físicos e técnicos. O técnico Jackson Silva explica: "Os atletas nos enviam vídeos de seus treinos para possíveis correções. Os treinos são diários e programados conforme a capacidade de cada um. Cada atleta fez adaptações em relação ao seu espaço possível, já que muitos lugares também estavam restritos. Semanalmente, os treinamentos são reformulados". 

Para o comandante, o engajamento dos atletas, mesmo de maneira remota, superou as expectativas. "Além de tentarmos manter a equipe em atividade, estamos colaborando para que estes meninos enfrentem melhor este momento", ressalta. 

Jackson, conhecido como Maguila, formado pela UEPG em 1984, trabalha com basquete há 36 anos. Para ele, viver o esporte em meio à COVID-19 tem sido desafiador. "O maior desafio já vivido. Porém, como toda a minha equipe estava já comprometida, conseguimos um ótimo retorno de todos. Já fazíamos muitos trabalhos online, como envio de jogadas e treinos individuais, por isso se tornou menos difícil - mas é realmente um grande desafio", afirma o técnico.

Nesta semana, um mês após o início das atividades virtuais, treinador e atletas se reuniram em vídeo conferência para avaliar o trabalho e pensar em novas estratégias. A partir da próxima segunda-feira (18), a ideia é iniciar uma nova fase de desafios individuais.

Compartilhe essa notícia com seus amigos!