Jogadores do Operário podem forçar terceiro cartão amarelo

Comissão técnica não quer atletas pendurados durante a segunda fase

Jogadores do Operário podem forçar terceiro cartão amarelo

Marcelo Carvalho tem dois cartões amarelos acumulados pelo Operário - Foto: Josué Teixeira

PublicidadeNEC

Garantido nas quartas de final do Paranaense, o Operário Ferroviário Esporte Clube (OFEC) pode se dar ao luxo de poupar jogadores nas últimas rodadas da primeira fase. Uma das estratégias, por exemplo, é evitar atletas pendurados com dois amarelos no início do mata-mata.


O técnico Itamar Schülle não falou com todas as letras, mas deixou no ar a possibilidade de que os jogadores forcem o terceiro amarelo contra o Paraná Clube. A intenção é evitar suspensões durante a etapa decisiva do estadual e zerar as advertências.


“Tem algumas situações que precisamos analisar sobre o mata-mata. Alguns atletas necessitam de descanso e também não podemos ter jogadores pendurados para a próxima fase. É uma série de coisas para nos preocuparmos”, indicou o treinador.


Leia também:

Schulle fará cinco mudanças no Operário para pegar o Paraná


Atualmente seis nomes do elenco acumulam dois cartões: o goleiro Jhonatan, o zagueiro Marcelo Carvalho, o lateral esquerdo Peixoto (lesionado), os volantes Lucas e Jhonathan Silva, além do atacante Joelson. 


Vale ressaltar que a situação contrária também precisa ser levada em conta. Ou seja, os jogadores com apenas um amarelo não devem levar o segundo cartão. Nesse caso, o treinador pode tomar uma postura de prevenção e evitar a escalação de peças pontuais contra o Rio Branco, na última rodada.

Compartilhe essa notícia com seus amigos!
PublicidadeNEC