Colunas

Projeção: Operário mais solto e menos burocrático

Por Felipe Gustavo em 04/07/2019 12:38:27

Projeção: Operário mais solto e menos burocrático

Pouco vamos poder saber do jogo-treino entre Operário Ferroviário e Palmeiras, que acontece nesta quinta (4), em São Paulo. A atividade é completamente fechada e não terá qualquer acesso de torcedores e imprensa. O que já se presume é que o atual campeão brasileiro da Série C deve ir a campo com o que tem de melhor, enquanto o campeão da Série A aposta em formação alternativa, mas com nomes bem conhecidos nacionalmente.

Pelo que se viu do Palmeiras contra o Guarani, na véspera, a tendência é que o Verdão jogue contra o Fantasma com uma formação como: Fernando Prass; Mayke, Antônio Carlos, Vitão e Esteves; M. Fernandes, Guerra e Gustavo Scarpa; F. Pires, Willian e Borja.

Do outro lado, Gersinho terá a oportunidade de colocar em campo os jogadores que devem começar o duelo contra o Londrina. Não imagino que seja diferente. Simão; Maílton, Sosa, Lázaro e Allan Vieira; Jardel, Índio, Marcelo e Cleyton; Felipe Augusto e Schumacher.

O teste contra o Palmeiras - mesmo não sendo o titular de Luiz Felipe Scolari - é um teste de fogo para o Fantasma mostrar algo a mais após três semanas dedicadas somente aos treinamentos. É uma chance para o time de Vila Oficinas apresentar mais movimentação e um toque mais envolvente no meio de campo. Deixar de lado o passe lento para os lados.

A presença de Jardel era uma necessidade do Fantasma para melhorar a saída de bola. E não penso que a equipe perca tanto poder de marcação, pois Jardel já atuou assim na Série B pelo Londrina. No ano passado, por exemplo, Índio e Erick - quando atuavam juntos pela Série C - tinham uma boa química mesmo sendo volantes mais 'soltos'.

Esses volantes poderão alimentar um meio de campo mais móvel com Cleyton em melhor condição física. Nesse caso é necessário que Felipe Augusto também participe dessa mobilidade na criação de jogadas, quebrando as linhas de marcação do adversário. Caberá a Marcelo - com característica cadenciada - ser um articulador mais 'pensante'.

A tendência é que, se o Fantasma aplicar esse estilo, tenhamos um centroavante com maior presença na área e sem a mesma necessidade de aparecer lá atrás, ao lado da linha dos meio-campistas. Esse é um tema que abordaremos em breve - antes da volta alvinegra aos gramados.

https://www.netesporteclube.com.br/coluna/202/projecao:-operario-mais-solto-e-menos-burocratico" data-text="Projeção: Operário mais solto e menos burocrático">
Felipe Gustavo

FELIPE GUSTAVO

Jornalista formado pela UEPG em 2012, foi repórter de Esportes do Jornal da Manhã e setorista do Operário pelas rádios CBN e Difusora. Trabalhou no projeto Futsal Daqui, além de ter sido jornalista na Rádio MZ FM. Trabalha como assistente de produção na Rede Massa. É editor e comentarista no Net Esporte Clube.

PublicidadeNEC