Colunas

O que esperar do CRB para o duelo contra o Operário?

Por João Vitor Rezende em 15/10/2019 12:10:36

O que esperar do CRB para o duelo contra o Operário?

Eficiência. Esta é uma palavra que pode definir o adversário do Operário Ferroviário na noite desta terça-feira (15). O CRB é sexto time que menos precisa chutar ao gol para balançar as redes e a 17ª que mais precisa ceder finalizações ao adversário para sofrer gols.

Porém, o momento da equipe alagoana é conturbado. Com três empates e duas derrotas nos últimos jogos, o técnico Marcelo Chamusca foi demitido após a partida contra o Guarani na última rodada. Em seu lugar, assume Marcelo Cabo, que até junho treinava o rival CSA. O novo técnico já comandou dois treinamentos antes da partida contra o Fantasma, mas este é um ponto que poderá dificultar a vida dos mandantes.

Falando nisso, jogar em casa tem sido um desafio para o CRB. Em Maceió, a equipe somou apenas 16 pontos em 14 jogos, com 19 gols sofridos e a terceira pior campanha jogando em seus domínios entre os clubes da Série B.

O atacante Leo Ceará é responsável pelos principais números ofensivos da equipe, sendo o artilheiro da equipe com 7 gols e o jogador alvirubro que mais finalizou no campeonato. O mau momento do CRB coincide com a saída do meia Felipe Ferreira. Com a camisa do Galo, Felipe foi o vice-artilheiro do time na segunda divisão com seis gols, além de ser o terceiro jogador com mais finalizações, o segundo com mais assistências (4) e o jogador com mais assistências para finalizações, com 37 passes.

A defesa tem sido um problema, principalmente pela questão física. O CRB tem três goleiros no departamento médico, sendo dois deles por lesões graves. Edson Mardden se recupera de uma ruptura no ligamento do joelho esquerdo e Vinicius sofreu uma fratura no dedo polegar da mão. Fernando Henrique teve uma lesão muscular na coxa esquerda na última partida e teve que dar lugar ao recém-contratado Andrey. Outro desfalque certo é Igor Carius, lateral-esquerdo titular, suspenso por três cartões amarelos.

CRB e Operário estão com campanhas semelhantes na competição, com 39 pontos, 11 vitórias, 6 empates e 11 derrotas. A diferença entre as equipes está no saldo de gols, com 2 para os alagoanos e -7 dos paranaenses. Uma vitória é fundamental para a equipe que quiser continuar na luta por uma vaga no G4.

Embalado após vencer o Londrina fora de casa, o Fantasma busca espantar o desempenho irregular longe do Germano Krüger e mostrar aquele 'algo a mais' dos que querem brigar por objetivos maiores na Série B. Com a fase instável do oponente, esta se coloca como uma partida fundamental para recuperar os pontos perdidos em casa contra Brasil de Pelotas e Paraná, além de poder se aproximar dos 45 pontos, meta para afastar de vez qualquer possibilidade de rebaixamento.

Foto: Gustavo Henrique/CRB

https://www.netesporteclube.com.br/coluna/255/o-que-esperar-do-crb-para-o-duelo-contra-o-operario?" data-text="O que esperar do CRB para o duelo contra o Operário?">
João Vitor Rezende

JOãO VITOR REZENDE

Jornalista formado pela UEPG em 2017, foi repórter de Cotidiano e Esportes do Jornal da Manhã e acompanha o Operário desde 2016. Trabalhou na assessoria de imprensa do Keima Futsal e do Ponta Grossa Caramuru Vôlei. Trabalha como fotógrafo na AGIF. É repórter e apresentador no Net Esporte Clube.