Colunas

Na reta final, CBF escala árbitros menos experientes em jogos do Operário

Por Felipe Gustavo em 20/11/2019 16:36:15

Na reta final, CBF escala árbitros menos experientes em jogos do Operário

Não gosto do assunto arbitragem. Colocar a culpa em um terceiro sempre me parece algo como 'esconder um mau desepenho'. Também não compartilho daquele popular dizer: 'mal intencionado'. Se tivessemos certeza de algo assim, não teria razão para acompanharmos futebol. Porém é inegável que o árbitro da partida entre Operário e Vitória (Diego da Silva, do Sergipe) fez um péssimo trabalho na noite desta terça-feira (19).

Uma arbitragem que permitiu entradas desleais sem disputa direta pela bola, sem controle disciplinar e sem anotar faltas claras dentro da área. Um desastre. Diego da Silva, de 32 anos, estava fazendo a primeira partida dele numa Série B de Brasileiro. O sergipano é da classe 'CD' da CBF.

Mas esta não é a primeira vez que árbitros menos experientes desfilam em jogos do Operário na Série B. Inclusive, na reta final - quando ainda estava na briga pelo acesso à elite -, o Fantasma sempre teve nomes menos conhecidos do futebol brasileiro no apito. Já os rivais diretos tinham jogos sob responsabilidade de nomes mais 'consagrados'. Veja a lista que postei no Twitter.
 

Nas duas rodadas em questão o Operário ainda tinha chances de acesso, mas, enquanto nomes da FIFA apareciam em jogos de América-MG, Atlético-GO e Coritiba, o Alvinegro convivia com nomes das classes 'CD' e 'AB' do quadro da CBF.

O que está exposto aqui não são afirmações, mas são constatações que levam a questionamentos. Por que nas rodadas decisivas nenhum árbitro FIFA, por exemplo, esteve em jogos do Operário? Qual o critério? Por que nesta terça optaram por estrear um árbitro justo na reta final da Série B? A diretoria do Fantasma estava atenta a escala de árbitros dos demais jogos da Série B?

Foto: João Vitor Rezende

https://www.netesporteclube.com.br/coluna/270/na-reta-final-cbf-escala-arbitros-menos-experientes-em-jogos-do-operario" data-text="Na reta final, CBF escala árbitros menos experientes em jogos do Operário">
Felipe Gustavo

FELIPE GUSTAVO

Jornalista formado pela UEPG em 2012, foi repórter de Esportes do Jornal da Manhã e setorista do Operário pelas rádios CBN e Difusora. Trabalhou no projeto Futsal Daqui, além de ter sido jornalista na Rádio MZ FM. Trabalha como assistente de produção na Rede Massa. É editor e comentarista no Net Esporte Clube.