Operário nunca perdeu para o PSTC, mas já sentiu gosto bem amargo

Operário nunca perdeu para o PSTC, mas já sentiu gosto bem amargo

Operário enfrentou o PSTC quatro vezes desde 2016 - Foto: Alysson Santos/Arquivo/Do Rico ao Pobre

O PSTC é o adversário que melhor exemplifica a derrocada estadual que o Operário enfrentou entre os anos de 2016 e 2018 - com queda para a Divisão de Acesso do Campeonato Paranaense. Apesar de nunca ter perdido para o clube de Cornélio Procópio, o Fantasma guarda ao menos uma lembrança indesejável.

Em 2016, ano da queda no Estadual, o jogo contra o PSTC foi um dos marcos da queda alvinegra. No Ubirajara Medeiros e comandado por Claudemir Sturion, o Operário vencia por 2 a 0 nos instantes finais do segundo tempo, quando levou dois gols e acabou com um empate de 2 a 2. Aquele time sofria fisicamente e taticamente.

Naquele jogo estavam o zagueiro Sosa e o atacante Lucas Batatinha. Além disso, o volante Índio - ex-Operário e hoje na Ponte Preta - atuava pelo PSTC. Ele marcou o primeiro gol da equipe adversária aos 41 minutos do segundo tempo.

Depois de sentir aquele sabor amargo em 2016, o Fantasma encarou o representante de Cornélio Procópio mais três vezes - todas pela Divisão de Acesso 2018. Foram três triunfos alvinegros: 1 a 0; e 2 a 0 no Ubirajara Medeiros; e 3 a 1 no Germano Krüger - este foi o único confronto em Ponta Grossa até o embate deste domingo (9).

Compartilhe essa notícia com seus amigos!
Felipe Gustavo

Felipe Gustavo

Jornalista formado pela UEPG em 2012, foi repórter de Esportes do Jornal da Manhã e setorista do Operário pelas rádios CBN e Difusora. Trabalhou no projeto Futsal Daqui, além de ter sido jornalista na Rádio MZ FM. Trabalha na produção de conteúdo da Rede Massa. É editor e comentarista no Net Esporte Clube.