O feijão com arroz do Operário basta para matar a fome da torcida?

O feijão com arroz do Operário basta para matar a fome da torcida?

Fábio tenta jogada no meio do campo do Operário em jogo contra o PSTC - Foto: João Vitor Rezende

PublicidadeNEC

O Operário entrou em campo pela 6ª rodada do Campeonato Paranaense com a expectativa, vinda da torcida, de uma vitória tranquila sob o lanterna PSTC. Porém, não foi bem isso que os mais de 4.200 operarianos presentes em Vila Oficinas viram de fato. 

O Fantasma voltou a ter dificuldades na criação, perdeu boas oportunidades e ainda não conseguiu estruturar um meio campo criativo. Mas, não dá para dizer que o técnico Gerson Gusmão não tentou.

Foram 3 substituições no setor. Clayton no lugar de Pablo - com a caída do volante Fábio para a lateral; Régis Potiguar no lugar de Douglas Coutinho - retomando o esquema com 2 volantes; além da saída de Tomás Bastos, que deu lugar a Lucas Batatinha. 

As substituições deram mais velocidade ao Fantasma, e a partir delas que os gols finalmente saíram, as duas vezes pelos pés do camisa 9, Jefinho. 

Mas o que dá para sentir do esquema tático de Gersinho? 

Alguma peça ainda não encaixou. A função que Régis Potiguar fez no jogo contra o Cianorte foi hoje ocupada por Fábio (até a saída de Pablo), que também não conseguiu jogar bem. Não deu apoio suficiente ao ataque e teve poucas oportunidades de criação, foi como uma peça fora do tabuleiro. Com certeza é uma preocupação pro técnico Gersinho que, pela primeira vez desde que o campeonato começou, terá uma semana livre para trabalhar o elenco. 

Mas por que o feijão com arroz não mata a fome? 

A torcida do Operário, ou pelo menos parte dela, não ficou contente com a postura do time, principalmente no primeiro tempo. Quando o árbitro da partida, Alter José Ragadali, encerrou a primeira etapa, os torcedores vaiaram a equipe. 

No segundo tempo, após o gol do PSTC, também foi possível notar a saída de vários operarianos, que nem esperaram o fim da partida de fato. 

A esperança que fica agora é de uma semana de descanso mas também de muito trabalho em Vila Oficinas, para que tão logo os torcedores possam sair satisfeitos e confiantes com o Fantasma. 

Compartilhe essa notícia com seus amigos!
Thanile Ratti

Thanile Ratti

Jornalista formada pela UEPG em 2017, foi repórter e plantonista esportivo da Rádio CBN. Atualmente, além de comentarista do Net Esporte Clube, é diretora de conteúdo e sócia do Escritório de Criatividade.