Com Pedro Ken a caminho, Jardel pode ser mais 'defensivo' no Operário

Com Pedro Ken a caminho, Jardel pode ser mais 'defensivo' no Operário

Jardel tende a ficar como opção para a 'camisa 5' do Fantasma - Foto: José Tramontin/Operário

A direção do Juventude (RS) comunicou nesta quinta-feira (9) que o meia Pedro Ken não permanecerá na equipe. O destino deverá ser realmente o Operário Ferroviário, que tem interesse no atleta desde o início da temporada. Ao NEC, o presidente do grupo gestor alvinegro, Álvaro Góes, informa que o contrato ainda não está assinado. Porém, a negociação existe. Aqui vamos nos antecipar e detalhar as funções táticas do meio-campo do Fantasma para a Série B.

Cabe lembrar que o meio foi o setor mais questionado do Operário na primeira fase do Campeonato Paranaense. A produtividade ficou em baixa e os passes não estavam sendo trocados com qualidade. Como consequência, a equipe apresentou falhas de transição e teve uma baixa média de gols antes da paralisação do calendário.

Com Pedro Ken, o técnico Gerson Gusmão ganha a opção de um meio-campista (aquele segundo volante que auxilia na recomposição e também trabalha na articulação ofensiva). Ken é um jogador técnico, com bom passe, mas não costuma apresentar tanta intensidade de jogo. Ou seja, é do perfil que domina a bola, olha o posicionamento dos companheiros e distribui.

A chegada de Ken e a possível ausência do volante Amaral - jogador do Confiança (SE) que tinha acordo verbal com o Operário, mas que aparenta refugar do acordo - deve mexer com o posicionamento do volante Jardel na Série B.

Se Amaral por ventura se apresentar, Jardel pode ser deslocado como segundo volante - atuando mais à frente. Sem Amaral e com Pedro Ken, a tendência é que Jardel fique como 'camisa 5' - dando mais proteção defensiva e sendo combativo na meia-cancha.

Há outras alternativas no atual elenco como Regis Potiguar, Fabio e Jimenez. O primeiro tem bastante força e imposição física, mas ainda não realizou boas apresentações com regularidade. Já os outros dois foram pouco acionados no Fantasma: Fábio tem sete partidas com a camisa alvinegra e Jimenez apenas três.

Compartilhe essa notícia com seus amigos!
Felipe Gustavo

Felipe Gustavo

Jornalista formado pela UEPG em 2012, foi repórter de Esportes do Jornal da Manhã e setorista do Operário pelas rádios CBN e Difusora. Trabalhou no projeto Futsal Daqui, além de ter sido jornalista na Rádio MZ FM. Trabalha na produção de conteúdo da Rede Massa. É editor e comentarista no Net Esporte Clube.