Nada de ‘medalhões’: OFEC aposta em jovens ao lado de Rafael Bonfim

Nada de ‘medalhões’: OFEC aposta em jovens ao lado de Rafael Bonfim

Após ótimo rendimento na temporada passada, Bonfim segue como titular no OFEC - Foto: João Vitor Rezende

Operário faz a estreia no Campeonato Paranaense neste domingo (28), com uma equipe semelhante àquela que terminou a última Série B, apesar da chegada de alguns reforços para a disputa estadual de 2021. Diante do ‘fico’ e do ‘vai e vem’ de atletas, a principal certeza de modificação está na dupla de zaga, já que Bonfim é o único titular do setor que permaneceu no alvinegro. 

Reniê, bastante utilizado em parte da Série B, foi dispensado pelo clube. Com Ricardo Silva, o caso foi diferente. Apesar das críticas levantadas pela torcida, o zagueiro parece ter agradado a diretoria, que tentou negociar uma renovação com o atleta, mas não obteve sucesso. Tendo dois defensores de confiança de Matheus Costa fora, Fábio Alemão deslocado para a lateral e apenas o garoto da base, Zemarcio, como opção, a diretoria precisou correr para encontrar novos nomes. 

Os escolhidos? Nada de ‘medalhões’, as apostas estão nos jovens Odivan, de 22 anos e Léo Rigo, de 25. Odivan vem do Juventude e só atuou profissionalmente pelo clube gaúcho na carreira. Rigo tem mais rodagem, passou por clubes do interior paulista, interior de Santa Catarina e pelo conhecido rival estadual, o Londrina. 

Com as opções em mãos, cabe ao técnico Matheus Costa decidir quem estará ao lado do veterano Rafael Bonfim no próximo domingo. Nos jogos-treino de pré-temporada, Léo Rigo foi o escolhido. Com essa dupla foram 3 gols sofridos em dois amistosos, em apenas 90 minutos disputados no total, já que ambos estiveram presentes somente nos primeiros tempos. A segunda etapa das duas partidas teve Zemarcio, jovem de 20 anos e Odivan, de 22, formando a dupla de zaga. A atuação dos garotos surpreendeu positivamente, já que o Fantasma não sofreu gols nos 90 minutos com a dupla em campo. 

Claro que o desempenho em dois amistosos contra Oeste e São Bento não deve ser o fator determinante, mas pode contribuir para futuras decisões do treinador. Bonfim e Léo Rigo precisam adquirir entrosamento, sabendo que existem dois companheiros cheios de vontade – e potencial – de brigar por um espaço maior. 

Com isso, a partir de domingo, diante do novato Azuriz, começamos a ter um panorama melhor sobre o que será uma disputa saudável e bastante positiva para o Fantasma num dos setores mais importantes do campo. Afinal, uma defesa consistente é o primeiro passo para um time competitivo. 

A tendência é que Léo Rigo forme a dupla com Bonfim, que tem a titularidade incontestada neste início de temporada, pois se mostrou um zagueiro experiente e bastante consistente desde a disputa nacional. Mas, quem sabe, possamos ver alguns minutos de Zemarcio e Odivan – juntos ou não – logo na estreia, nos gramados do Germano Kruger. Confesso que gostaria.

Compartilhe essa notícia com seus amigos!
Ana Lopes

Ana Lopes

Assine o Clube NEC!

Colabore para manter a nossa cobertura de jornalismo independente sobre o esporte de Ponta Grossa (PR). Você tem opção de ajudar com uma pequena quantia todo mês no crédido recorrente ou, então, um valor para o plano semestral com desconto e opção de parcelamento ou boleto bancário em cota única!