Com Estadual em andamento, Gerente de Competições da FPF pede demissão

Entidade paranaense não quis se pronunciar sobre a demissão do gerente

Com Estadual em andamento, Gerente de Competições da FPF pede demissão

Marcius Koehler estava no cargo da FPF desde 2015 - Foto: Julia Abdul-Hak/Federação Paranaense de Futebol

Nesta terça-feira (13), o Gerente de Competições da Federação Paranaense de Futebol (FPF), Marcius Koehler, pediu demissão do cargo. Koehler estava na entidade desde 2015 e teria pedido demissão por questões internas. Procurada pela reportagem do Net Esporte Clube, a assessoria da FPF disse que a entidade não irá se pronunciar sobre o caso. 

O Campeonato Paranaense de 2021 teve início no dia 27 de fevereiro e, desde então, a FPF tem enfrentado dificuldades para dar sequência no calendário por conta dos decretos municipais, que sofrem diversas mudanças ao longos das semanas. Com isso, a FPF tem adiantado alguns jogos, nas cidades em que são autorizadas práticas esportivas. 

Além disso, a FPF também tem encontrado dificuldades para seguir as exigências impostas pelos ministérios Federal, do Trabalho e pela Defensoria Pública da União. O MP cobra da entidade documentos que comprovem o cumprimento das exigências nas últimas partidas realizadas nos fins de semana. Para realizar as partidas, os municípios que recebem os jogos devem possuir uma taxa de transmissão inferior a 1,0 durante 14 dias, além da autorização da secretaria de saúde local.

O Operário Ferroviário, por exemplo, disputou apenas quatro jogos desde então. A última partida do Fantasma foi diante do Coritiba no dia 3 de abril, em jogo válido pela 5ª rodada. Porém, na sequência dos primeiros jogos, o duelo da 2ª rodada contra o Athletico ainda não foi disputado, isso por que a capital paranaense tem seguido rígidas medidas de restrição no combate à Covid-19, que proíbe a disputa de jogos na cidade.

Assine o Clube NEC!

Colabore para manter a nossa cobertura de jornalismo independente sobre o esporte de Ponta Grossa (PR). Você tem opção de ajudar com uma pequena quantia todo mês no crédido recorrente ou, então, um valor para o plano semestral com desconto e opção de parcelamento ou boleto bancário em cota única!

Compartilhe essa notícia com seus amigos!