PublicidadeNEC

Sem recursos, dever de casa do PGF terá importância dobrada

Diretoria não conseguirá manter viagens com antecedência

Por: Redação NEC em 19/04/2018 22:12:20 atualizado em 16/11/2018 06:37:37

Sem recursos, dever de casa do PGF terá importância dobrada
Equipe tem compromisso no Oscar Pereira neste sábado (21) - Foto: Raylane Martins

Sem um patrocinador máster para auxiliar nos custos da equipe, o Ponta Grossa Futsal (PGF) vai precisar garantir os pontos dentro de casa se quiser partidas com menor desgaste físico quando estiver na posição de visitante.

Depois da segunda rodada, quando jogou fora de casa contra o Dois Vizinhos, o elenco sentiu na pele a influência da longa distância entre as cidades. O PGF viajou cerca de 7 horas até o local e teve apenas uma hora e meia entre a chegada e o início da partida.

A falta de patrocínio e capital é a maior preocupação no momento, e as vitórias dentro de casa são a principal alternativa para aliviar o peso sobre os jogadores. Segundo o presidente Cleverson Cabral, as viagens com um dia de antecedência estavam nos planos, mas a diretoria não conseguirá manter.

“Em Dois Vizinhos eu, que não joguei, estava com dores nas pernas por conta da viagem. Imagino os meninos. Acredito que se estivéssemos descansados, teríamos conseguido a vitória; lá na frente pode fazer falta”, frisa Cabral.

Por isso, a preocupação da equipe está em garantir os pontos dentro do Oscar Pereira. Na terceira rodada, o ginásio de Ponta Grossa receberá o duelo com a APAF, de Paranaguá. A bola rola neste sábado (21), às 20h30.

https://www.netesporteclube.com.br/artigo/Futsal/5962/Sem-recursos-dever-de-casa-do-PGF-tera-importancia-dobrada" data-text="Sem recursos, dever de casa do PGF terá importância dobrada">
PublicidadeNEC