Maicon Silva se consolida em seu segundo ano no futsal de Malta

Ala conquistou duas Ligas nacionais e uma Copa no país do sul da Europa

Maicon Silva se consolida em seu segundo ano no futsal de Malta

O jogador ponta-grossense projeta futuros passos e quer continuar atuando na Europa - Foto: Divulgação

Em dois anos e meio jogando em Malta, o ponta-grossense Maicon Silva projeta futuros passos no futsal europeu. O ala é um dos três estrangeiros do Luxol St. Andrews, atual campeão nacional de futsal de Malta. No período em que está no país, o camisa 10 tem duas Ligas e uma Copa no currículo. 

Aos 25 anos, Maicon deseja permanecer no 'velho continente' e destaca pontos positivos em sua adaptação em Malta. “Minha vontade é ficar na Europa, por viver bem e Malta é uma ilha, então é muito tranquilo. Nós recebemos sempre em dia e nosso pagamento é em euro, que tá valorizado em relação ao real, por isso pretendo ficar aqui”, afirma.

Nesta temporada, a equipe maltense disputou a Champions League a partir da fase preliminar. O Luxol foi o líder da chave e avançou para o ‘main round’ vencendo as outras três equipes do grupo: Dinamo Chişinău da Moldavia, Sjarmtrollan da Noruega e Fiorentino de San Marino. Porém, o time do brasileiro ala caiu na fase seguinte, que teve o Slavia Praga da República Tcheca como a equipe classificada na chave.

PANDEMIA
O esporte no país também foi afetado pela pandemia e ocasionou a interrupção da Copa e da Liga de Malta. Segundo o site Worldomoters, o país de 493 mil habitantes tem 622 casos e nove mortes por COVID. A Liga estava paralisada desde o dia 6 de março e foi oficialmente declarada como encerrada no fim de maio, com o campeonato ainda na primeira fase. O Luxol St. Andrews liderava o certame com 15 pontos a frente na tabela, conquistando um lugar na final, que decidiria com o vencedor do confronto entre o segundo e o terceiro lugar da primeira fase.

Entretanto, pela larga vantagem obtida antes da paralisação, o Luxol foi oficializado campeão e garantiu vaga na próxima edição da Champions. Por outro lado, a Copa foi finalizada nas semifinais e sem a definição de um campeão.

Segundo o jogador, a competição europeia é uma boa vitrine para novas oportunidades, que podem surgir a partir de um bom desempenho na competição. “Espero que apareça algo bom e fazendo um bom trabalho aqui, boas oportunidades vão aparecer. Nos classificamos pra Champions que é uma competição com visibilidade, fazendo um bom campeonato posso chamar a atenção de outros times”, finaliza.

Compartilhe essa notícia com seus amigos!