PublicidadeNEC

Técnico da base lamenta: "deveria seguir mesmo sem força financeira"

Campeão por Ponta Grossa, Arnaldo Tozetto vê alternativas para o futsal

Por: Redação NEC em 28/01/2017 11:17:41 atualizado em 09/11/2018 21:54:18

Técnico da base lamenta:
Arnaldo Tozetto (primeiro em pé à direita) comanda a base de Ponta Grossa - Foto: Divulgação

Cria do futsal ponta-grossense e atualmente treinador das categorias de base, o professor Arnaldo Tozetto Júnior é mais um que lamenta o rumo tomado pela Associação de Futsal Pontagrossense (AFP) para a temporada 2017. Ele crê que a equipe poderia participar da Chave Ouro do Campeonato Paranaense mesmo com uma mudança drástica de planejamento.


“A gente imaginava que isso um dia iria acontecer. Na minha opinião, mesmo sem potencial financeiro, mesmo sem a Liga Nacional ou ginásio, tinha que de alguma forma a equipe continuar. Ou a Fundação de Esportes tomava a frente ou a Associação tentava a continuidade”, avalia.


Além da lacuna aberta na modalidade em Ponta Grossa, a desistência da AFP deixa a cidade sem representatividade no cenário estadual. Para evitar a paralisação das atividades e a possível perda da vaga na Chave Ouro, Arnaldo acredita que a Associação poderia optar por uma equipe mais ‘modesta’. “Poderia ter feito um time mais barato para não parar”, opina.


Arnaldo Tozetto, além de ex-jogador, foi preparador físico do Clube Verde de 2001 a 2003. Dois anos depois, em 2005, assumiu o comando técnico do Santa Paula, época em que conquistou a Chave Bronze - Terceira Divisão -  e a Chave Prata no ano seguinte.


“Existe a possibilidade da cidade se refazer na modalidade e de buscar melhorias na estrutura. Mas precisa repensar no que foi feito até aqui. Nós sabemos que a Fundação não tem verba para tudo. Porém, pensando no crescimento da modalidade, ela precisa de parceria com outras instituições”, completa o treinador.

https://www.netesporteclube.com.br/artigo/Keima/3885/Campeao-por-PG-lamenta-fim-deveria-continuar-mesmo-sem-potencial-financeiro" data-text="Técnico da base lamenta: "deveria seguir mesmo sem força financeira"">
PublicidadeNEC