Realização 'aberta' do Paulão Fight de MMA 2020 depende do coronavírus

Com convidados estrangeiros, Paulão Fight pode ser fechado ao público

Realização 'aberta' do Paulão Fight de MMA 2020 depende do coronavírus

Família de lutadores Zenidim treina 'fechado' durante a pandemia de coronavírus - Foto: Divulgação

Com a pandemia de COVID-19, o novo coronavírus, o evento de MMA mais antigo da América Latina em ação, pode ser fechado ao público em 2020. O Paulão Fight MMA, que acontece todos os anos no dia 29 de julho, tem convidados estrangeiros de países das três fronteiras para a edição 2020. Se a doença continuar, a tendência é que o evento em julho seja restrito ao organizador, Paulão Bueno, e seus filhos - família Zenidim.

A família Zenidim é conhecida pela tradição do MMA em Ponta Grossa. O vírus fez com que as etapas mensais do CPG MMA fossem canceladas, e o Shooto Brasil, que aconteceria no dia 23 de maio, fosse suspenso. 

O Paulão Fight acontece há 26 anos, "do vale tudo ao MMA", como lembra o lema, na data de aniversário de Paulão 'Imperador' Bueno, patriarca da família. O evento reúne combates entre os lutadores da casa e convidados do mundo do MMA.

"Treinamos em família, então não nos atrapalha, mas sobrevivemos dos eventos. Foram cancelados todos os que íamos participar. É uma situação muito difícil, estar treinando, estar preparado, e uma competição ser cancelada. Mas o que importa é a saúde. Mantemos o foco para os 26 anos do Paulão Fight, continuamos firmes e fortes e torcendo para que até lá o coronavírus tenha ido embora do nosso planeta e dê tudo certo", afirma Paulão.

Compartilhe essa notícia com seus amigos!