Nadadora ponta-grossense treina em lago para manter condicionamento

A atleta está a mais de 100 dias sem poder realizar os treinos na piscina

Nadadora ponta-grossense treina em lago para manter condicionamento

A nadadora, mora em Brasília, mas representa Ponta Grossa e o PR- Foto: Dyozfer Hilgenberg/Centro Europeu

Por conta da pandemia do Coronavírus, muitos atletas tiveram que se adaptar ou mesmo parar de treinar. Sem nadar em uma piscina há mais de 100 dias, Verônica Balsano, teve que recorrer a outras alternativas para manter o condicionamento físico. 

A nadadora, que mora em Brasília, mas representa Ponta Grossa e o Paraná em competições oficiais, recorreu ao lago Paranoá como alternativa para os treinamentos. “Acho que sou privilegiada por ter o lago. Tem muitos atletas que não tiveram opção. E é muito difícil, em especial para uma modalidade como a natação, ficar tanto tempo sem treinar”. 

Para Verônica nadar no lago tem maior dificuldade. “O lago foge um pouco da especificidade da piscina, tendo em vista não possuir raias nem parede. Além disso a água é gelada, turva e mexida.  Mas posso usufruiu do benefício de, mesmo fazendo adaptações, continuar treinando e mantendo um razoável nível de condicionamento físico”, explica. 

Em março, nadadora ponta-grossense atingiu o índice para competir no Troféu Maria Lenk.  Assim como outros eventos esportivos, a competição foi cancelada no final do mês de março, por conta do COVID-19. 

Compartilhe essa notícia com seus amigos!