Em momento turbulento, Gersinho completa 150 jogos pelo Operário

Partida de estreia na Série B representa marca expressiva para o treinador

Em momento turbulento, Gersinho completa 150 jogos pelo Operário

Gersinho assumiu o Operário em março de 2016; são 53 meses à frente da equipe - Foto: José Tramontin/OFEC

PublicidadeNEC

Treinador a mais tempo no cargo nas principais divisões do futebol brasileiro, Gerson Gusmão completará neste sábado (8) mais uma marca expressiva no comando do Operário Ferroviário. A partida de estreia na Série B, contra o Figueirense, será o compromisso de número 150 de Gersinho à frente do Fantasma.

Campeão nacional da Série D em 2017 e da Série C em 2018, o treinador passa por uma fase de contestação pela torcida alvinegra. A eliminação precoce para o Cianorte nas quartas de final do Paranaense e o mau desempenho apresentado pela equipe já na primeira fase fizeram com que o trabalho da comissão técnica fosse colocado em 'xeque'.

Assegurado na função pelo grupo gestor, Gersinho alcança o novo número sob desconfiança e com a necessidade de voltar a mostrar resultados positivos.

Em mais de quatro anos no Operário, este é o segundo momento turbulento que vive o comandante. Antes, em 2017, ele passou por questionamentos fortes da torcida ao ser eliminado na Divisão de Acesso do Paranaense. Na oportunidade deu a volta por cima e levou o clube ao título da quarta divisão nacional.

Em 149 jogos, Gersinho acumula 80 vitórias, 37 empates e 32 derrotas. O aproveitamento é de 61,96%. Nesse período, o Fantasma marcou 219 gols e sofreu 120.

COMPARAÇÃO

Para efeito comparativo, há um ano - quando alcançou a marca de 100 partidas - Gerson Gusmão tinha pelo Operário 69,6% de aproveitamento. Ou seja, nos últimos 50 jogos foram 19 vitórias, 13 empates e 18 derrotas (aproveitamento neste período de 46,66%, o que fez o rendimento geral do treinador cair). Nestas 50 partidas o ataque do Fantasma fez 45 gols e a defesa foi vazada em 53 oportunidades.

JOGOS AUSENTES

Três jogos ficam de fora da contagem oficial realizada pelo Net Esporte Clube. Uma por expulsão: na semifinal da Taça FPF 2016 contra o Foz do Iguaçu [ele precisou cumprir suspensão]; outra por opção própria: quando a equipe já estava eliminada da Divisão de Acesso 2017 [empate em 1 a 1 com a Portuguesa Londrinense]; e, por fim, uma por questão de saúde: quando o teste da Covid-19 deu positivo antes da partida de ida das quartas de final do Paranaense 2020 contra o Cianorte.

A ERA GERSINHO NO FANTASMA

Início: 23 de março de 2016
Jogos: 149
Vitórias: 80
Empates: 37
Derrotas: 32
Aproveitamento: 61,96%
Gols Pró: 219
Gols Sofridos: 120 
Títulos: 4 (Taça FPF 2016, Série D 2017, Divisão de Acesso do Paranaense 2018 e Série C 2018)

* Os números pertencem ao levantamento realizado e atualizado a cada partida pelo jornalista do NEC, Felipe Gustavo

Compartilhe essa notícia com seus amigos!