Operário toma virada em casa e perde para o Guarani pela Série B

Fantasma não consegue reagir após tomar virada em menos de 10 minutos

Operário toma virada em casa e perde para o Guarani pela Série B

Thomaz marcou o gol do Operário diante do Guarani em derrota de virada - Foto: José Tramontin/Operário

O Operário Ferroviário perdeu de virada para o Guarani pela Série B do Campeonato Brasileiro. A partida aconteceu no Estádio Germano Krüger e era válida pela oitava rodada da competição. O Fantasma abriu o placar no primeiro perto, aos 24 minutos, após bela troca de passes.

Thomaz acionou Roger, que da meia-lua encontrou Jean Carlo entrando livre pelo lado direito. O camisa 11 bateu com curva com a perna esquerda e o goleiro Rafael Pin espalmou nos pés de Thomaz. O atleta que inicou a jogada teve calma para colocar no fundo da rede.

O Operário, que ja havia tido duas outras chances com Roger antes de abrir o placar, não conseguiu criar mais oportunidades após o gol. Em uma falha conjunta do setor defensivo, Jiménez saiu jogando mal, Reniê não acompanhou a linha de impedimento e Lucas Crispim recebeu dentro da área para tocar para trás e encontrar Júnior Todinho livre na marca do pênalti. O atacante empatou o jogo aos 42 minutos do primeiro tempo.

Na volta do intervalo, o Guarani se manteve no ataque e a substituição do técnico Ricardo Catalá deu certo logo aos cinco minutos. Jiménez falhou de novo ao não conseguir tirar a bola na entrada da área, Murilo Rangel tocou para Bruno Sávio, que entrou após o intervalo. O meia driblou Sosa como quis e bruzou para Júnior Todinho virar o jogo.

O técnico Gerson Gusmão, que já tinha trocado Ricardo Silva pelo próprio Sosa no primeiro tempo por lesão, fez outras quatro substituições (duas de cada vez, num intervalo de 15 minutos) para tentar colocar o Operário na partida novamente. Douglas Coutinho, Mazinho, Bustamante e Schumacher entraram para as saídas de Jean Carlo, Jiménez, Maranhão e Roger.

O Fantasma conseguiu duas cabeçadas com perigo em ação de Roger, mas que não atigiram o gol do Guarani. Quem teve a chance mais clara de marcar foi o Bugre, em chute de fora da área de Wagninho, o qual o goleiro Rodrigo Viana espalmou para escanteio.

O Operário volta a campo no próximo sábado, às 16h30, fora de casa contra o Sampaio Corrêa. Já o Guarani recebe no Estádio Brinco de Ouro, em Campinas, o Brasil de Pelotas.

FICHA TÉCNICA:

Operário: Rodrigo Viana; Sávio, Reniê, Ricardo Silva (Sosa) e Fabiano; Jiménez (Mazinho), Tomás Bastos e Jean Carlo (Douglas Coutinho); Maranhão (Bustamante), Thomaz e Roger (Schumacher). Técnico: Gerson Gusmão

Guarani: Rafael Pin; Cristovam, Walber, Didi e Bidu; Deivid (Marcelo), Person (Lucas Abreu) e Lucas Crispim (Bruno Sávio); Júnior Todinho (Elias Carioca), Giovani (Wagninho) e Murilo Rangel. Técnico: Ricardo Catalá.

Arbitragem: Rodrigo da Fonseca Silva, assistido por Paulo Cesar SIlva Faria e Fávio Rodrigo Rubinho

Local: Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa (PR)

Compartilhe essa notícia com seus amigos!