Matheus Costa declara frustração com empate em casa contra o Botafogo

O Operário chega a seis partidas sem vencer no Germano Kruger

Matheus Costa declara frustração com empate em casa contra o Botafogo

Matheus Costa na beira do gramado em partida contra o Botafogo-SP - Foto: José Tramontin/OFEC

PublicidadeNEC

No segundo jogo sob o comando de Matheus Costa, o Operário ficou apenas no 0 a 0 contra o Botafogo-SP, na noite deste sábado (31), no Estádio Germano Kruger. O alvinegro fez um primeiro tempo com intensidade ofensiva, chegando em 10 finalizações, mas sem balançar a rede adversária. Em coletiva, o treinador comentou sobre o desempenho na partida e o que espera da equipe na segunda etapa do Campeonato.

“A gente sai muito frustrado e chateado porque em muitos momentos da partida eu vi essa vitória vindo, pela maneira que estávamos jogando. Sabemos da importância de trazer a vitória novamente ao nosso torcedor. Já vim algumas vezes aqui como adversário, sempre foi muito difícil de jogar e a gente pretende resgatar isso, do adversário vir ao Germano Kruger sabendo que precisa nos respeitar muito. Trazer de novo esses números vai ser muito importante para nossa caminha neste segundo turno”, declara Costa.

Um destaque da primeira etapa do Fantasma foi a busca pelo controle de bola da partida, com 277 passes completados, contra apenas 74 do adversário. Mesmo com este domínio no primeiro tempo, o Operário saiu para o intervalo com o placar zerado.

Mesmo precisando voltar a vencer, os donos da casa voltaram para a o segundo tempo de forma diferente do primeiro. Com desatenção na troca de passes, o Fantasma perdeu a posse de bola no meio de campo e o Botafogo cresceu na partida, com três finalizações em menos de 15 minutos. Após algumas mudanças feitas pelo treinador, como a entrada de Tomás Bastos no lugar de Leandro Vilela e de Alex Silva no lugar de Sávio, o Fantasma voltou a controlar o meio de campo e foi mais incisivo no campo de ataque. 

Após os 30 minutos da etapa final, Matheus Costa mudou a postura de equipe. Com quatro atacantes no campo de jogo, o Operário buscou o ataque e acabou com duas bolas na trave. Pela falta de eficiência, mas com uma construção de jogo mais evidente, o treinador comentou sobre o esquema postado no confronto. 

“Eu procuro muito jogar de forma compacta e ocupando espaços, minha marcação é sempre em zona, a gente balança de acordo com o movimento da bola e não com o movimento do atleta adversário em si. Nesta semana de treinos eu dei muita ênfase nas situações com bola, manobras ofensivas nossas e estou procurando de diferentes maneiras, com análise de vídeos e treinos passar para os atletas a maneira que eu gosto da nossa ocupação sem bola para não deixar o adversário criar situações de finalização”, explica.

O Fantasma, até aqui, sofreu 18 gols e tem a oitava melhor defesa da competição. Com o resultado de hoje o OFEC chega ao quinto jogo sem sofrer gols na Série B. A equipe de Vila Oficinas reapresenta-se na segunda-feira, pela manhã. Os titulares fazem treinamento, enquanto os demais atletas participam de jogo-treino contra o Andraus no CT. 

O OFEC volta a campo no próximo sábado, às 16h30, no Orlando Scarpelli, em Florianópolis, quando enfrenta o Figueirense pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B. No momento, o Fantasma está na 12ª colocação com 23 pontos.
 

Compartilhe essa notícia com seus amigos!