Matheus Costa lamenta novo empate do Operário: 'Perdemos dois pontos'

Alvinegro saiu na frente mas tomou gol no fim e ficou em 1 x1 com o Avaí

Matheus Costa lamenta novo empate do Operário: 'Perdemos dois pontos'

Rafael Bonfim (em pé) e Lucas Batatinha (de costas) na partida contra o Avaí - Foto: André Jonsson/OFEC

PublicidadeNEC

Após largar na frente e sofrer o empate em casa na noite de ontem (03), diante do Avaí, o técnico o técnico Matheus Costa admitiu frustração com o resultado. O Fantasma abriu o placar aos 11 minutos da segunda etapa, recuou e acabou cedendo o gol nos minutos finais. 

A primeira etapa foi de raras chances, a melhor veio com Diego Cardoso que finalizou e exigiu grande defesa do goleiro do time catarinense. No segundo tempo o Operário voltou com uma postura diferente, teve chance com cabeceio de Ricardo Bueno logo no início e abriu o placar aos 11 minutos, em cabeceio de Rafael Bonfim. Na sequencia, a equipe parecia estar tomando o controle da partida e teve chance de ampliar os 17 minutos. Diego Cardoso finalizou de dentro da área e o goleiro fez bela defesa. Na mesma jogada a bola sobrou com Rafael Chorão, que mandou para fora. 

No entanto, o alvinegro optou por recuar e praticamente abriu mão de tentar jogadas em busca do segundo gol. Algumas das mudanças realizadas pelo treinador ao longo da segunda etapa evidenciaram a postura defensiva, com entrada de um terceiro zagueiro (Reniê) e de mais um volante de marcação (Mazinho), para a saída de jogadores ofensivos. O Operário seguiu pressionado em seu campo de defesa e sofreu o empate aos 43 minutos, quando Getulio apareceu para deixar tudo igual. 

“Acho que agente perdeu a oportunidade De fazer 2 a 0. Isso eliminaria a possibilidade do adversário buscar o empate. Tivemos três chances claras e infelizmente acabamos perdendo e futebol se a s vezes você perde a oportunidade, o adversário vem e consegue chegar no seu gol. Óbvio que isso é uma frustração gigantesca, mas que a gente aprenda a lição também, poderíamos ter jogado um pouquinho mais no momento que a gente fez 1 a 0. Obviamente a gente pensa em impedir de qualquer forma que o adversário tenha  a chance de gol, mas eles em um lance, em uma jogada pelo lado de campo, conquistaram no final. Temos que ficar tristes, chateados porque tivemos oportunidade fazer 2 a 0 e conquistar esses três pontos mas agora a gente tem pouco tempo para lamentar, temos que recuperar o animo para recuperar os três pontos que escaparam na partida de hoje”, destaca Matheus Costa. 

Em 13 jogos no Germano Krüger, o Alvinegro tem cinco vitórias, cinco empates e três derrotas. Com o resultado de ontem, o Operário chega ao sexto pior aproveitamento como mandante, ao lado do Paraná Clube. Ambos conquistaram 51,3% dos pontos disputados em casa. Além disso, se mantém como terceiro clube que mais empata na Série B, com 10 empates até aqui. 

“Infelizmente perdemos dois pontos em casa. A gente está em um momento de lamentação muito grande, até pelo desenrolar da partida. Obviamente temos que nos recuperar aqui, se fechar internamente e chegar lá em Campinas (onde o Operário enfrenta o Guarani) para buscar essa vitoria, mas se a vitória não vier temos que trazer um ponto de lá e seguir pontuando”, lamenta o treinador. 

Momentaneamente o alvinegro ocupa a 11ª colocação, com 34 pontos, mas pode perder até duas posições até o final da rodada, dependendo da combinação de resultados. 

O Operário volta a campo na próxima terça-feira (08), às 16h30, no estádio Brinco de Ouro, onde enfrenta o Guarani. O jogo é válido pela 27ª rodada da Série B.
 

Compartilhe essa notícia com seus amigos!
PublicidadeNEC