Matheus Costa afirma que OFEC precisa 'oscilar menos' nas partidas

Fantasma vai buscar manter equilíbrio nos dois tempos diante do Cuiabá

Matheus Costa afirma que OFEC precisa 'oscilar menos' nas partidas

Treinador Matheus Costa durante treino da equipe - Foto: André Jonsson/OFEC

PublicidadeNEC

Na próxima disputa pela Série B do Campeonato Brasileiro, o técnico Matheus Costa tem como um dos objetivos, manter a regularidade da equipe durante os 90 minutos. Nas últimas partidas, o Operário Ferroviário vem sofrendo com uma constante oscilação entre os dois tempos. Para o treinador, uma das propostas do Fantasma contra o Cuiabá deve ser o equilíbrio nas duas etapas. 

“Esperamos ser mais equilibrados tanto no primeiro quanto no segundo tempo. Nós não podemos oscilar tanto durante uma partida, tem momentos que a gente é muito superior ao adversário, com volume, com finalização, com a posse da bola, envolvendo adversário e tem momentos que a gente cai drasticamente no decorrer da partida. A gente procura trabalhar muito em cima disso, tem que ter um equilíbrio maior, buscar dentro dos 90/100 minutos ter mais esse controle, já comprovamos contra grandes adversários que a gente consegue ter mais volume”, pontua o treinador. 

Contra o Avaí, a equipe fez um primeiro tempo moroso, sem muitas chances. Já no segundo, voltou mais “ligada”, ofensiva e conseguiu abrir o placar logo aos 11 minutos. Mas caiu de rendimento, recuou muito e no final sofreu o gol de empate, aos 43.  Diante do Guarani, os comandados de Matheus Costa entraram mal, acabaram sofrendo três gols na primeira etapa e não criaram qualquer chance de perigo. Na etapa final, o time voltou mais organizado, conseguiu equilibrar a partida e, apesar de não ter marcados gols, não sofreu mais nenhum, com uma postura bem diferente dos 45 minutos iniciais.

No empate com o Sampaio Corrêa, o cenário foi inverso. O Fantasma dominou a primeira etapa, criou chances, neutralizou o adversário e conseguiu abrir o placar. Na etapa complementar, acabou marcando contra e sofrendo o empate logo no primeiro minuto. No decorrer, a equipe muito menos do que no primeiro tempo e as melhores chances foram do time maranhense. Contra a Ponte Preta, na última disputa, novamente saiu na frente, com um gol logo aos 5 minutos, além de ter tido chance de ampliar. Na volta do intervalo, novamente caiu de rendimento e sofreu muita pressão da equipe paulista, que quase conseguiu empatar mesmo jogando com um a menos. 

“A gente vai jogar contra uma grande equipe, que vem com uma confiança muito alta, então óbvio que vai ser um jogo extremamente difícil, vai ter momentos que o Cuiabá vai ser superior do que nós mas a gente tem que administra isso da nossa forma. No momento que isso acontecer nós temos que neutralizar e não deixar eles criarem oportunidade de gol, mas eu não tenho dúvida nenhuma que  também vamos ter o nosso momento e vamos ter que ser eficientes e concluir em gol. A gente tem que oscilar menos e ter mais equilíbrio em  todos os contextos do jogo, pra gente não fazer um gol e depois ficar sofrendo lá no final. Mais equilíbrio, oscilar menos, com mais segurança, pra sair com a vitória no placar”, destaca Matheus Costa. 

Com a vitória na última partida o Operário chegou aos 38 pontos e ocupa a 12ª colocação na tabela. A disputa contra o Cuiabá acontece na sexta-feira (18), às 22h30, na Arena Pantanal. O jogo é válido pela 30ª rodada da Série B. 
 

Compartilhe essa notícia com seus amigos!