Em jogo com gol anulado e expulsões o OFEC perde para o Cruzeiro em BH

Fantasma chega a ficar na frente mas gol é anulado pela arbitragem

Em jogo com gol anulado e expulsões o OFEC perde para o Cruzeiro em BH

Operário é derrotado por 2 a 1 pelo Cruzeiro fora de casa - Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

PublicidadeNEC

Em partida agitada na Arena Independência; com direito a expulsões e gol anulado, o Operário tenta mas acaba derrotado pelo Cruzeiro na noite desta quarta-feira (20). O resultado de 2 a 1 praticamente garante a permeância da equipe mineira na Série B e afasta as chances de acesso do Fantasma.  O único gol alvinegro foi marcado por Ricardo Bueno de cabeça. 

Primeiro Tempo 

A partida começou bem movimentada, com as duas equipes buscando jogo e conseguindo boas finalizações logo nos minutos iniciais. A primeira grande chance do Fantasma veio aos 11, com Rafael Oller. Alex Silva cruzou na área e o meia finalizou com um voleio, mas acabou mandando para a linha de fundo.  A partir daí, o Operário passou a dominar as ações. 

Aos 17, Pedro Ken sofreu falta na entrada da área e Ricardo Bueno foi quem cobrou. O atacante mandou uma bomba, direto para o gol e exigiu uma boa defesa do goleiro Fábio. Aos 23 foi a vez de Marcelo tentar abrir o placar. Após boa troca de passe na intermediária da área o meia mandou chute forte de fora e a bola passou rente a trave da equipe mineira. 

Mesmo dominando a partida, a defesa do Operário cometeu erro grotesco  e a bola sobrou com Rafael Sóbis, aos 32. Após falha de Ricardo Silva a bola sobrou com o atacante que mandou uma cavadinha tirando do goleiro, que errou na saída. Reniê ainda tentou tirar, mas acabou balançando as redes e abrindo o placar com gol contra. 

Após o gol sofrido, o alvinegro se perdeu um pouco no jogo e seguiu com dificuldade de criar chances e organizar sua defesa nos minutos finais do primeiro tempo.  Com isso, o resultado parcial ficou em 1 a 0 para os donos da casa. 

Segundo Tempo

Logo no primeiro minuto da segunda etapa o Cruzeiro assustou e teve chance de ampliar. Airton fez boa jogada, foi travado na hora do chute, mas Willian Pottker pegou a sobra e chutou no cantinho, exigindo boa defesa de Martín Rodriguez. 

O Fantasma não deixou de sair em busca do empate e aos 10, Jean Carlo rolou para Ricardo Bueno que mandou belo chute da entrada da área; a bola desviou na defesa e matou o goleiro, deixando tudo igual em Belo Horizonte.  Logo na sequência, aos 12, Alex Silva cruzou e Pedro Ken estufou as redes de cabeça, mas o árbitro marcou falta do volante na jogada. Os jogadores reclamaram muito da decisão;  Jean Carlo acabou levando amarelo e Jimenez foi expulso mesmo do banco de reservas. 

O Operário voltou a dominar e criar as melhores chances, mas foi o Cruzeiro quem conseguiu voltar a ficar a frente no placar. Martín Rodriguez novamente demorou a tomar uma decisão na saída do gol e William Pottker chegou tirando do goleiro, marcando o segundo da Raposa aos 30 minutos. 

Aos 41, os comandados do técnico Felipão passaram perto de ampliar. Wellington recebeu sozinho, quase embaixo da trave, mas errou o chute e mandou para fora. Nos acréscimos, a pressão foi total do Fantasma que tentou com chutes de Marcelo e Ricardo Bueno. Ainda nos acréscimos, o técnico Matheus Costa também foi expulso, por reclamação. Mesmo com as tentativas, a partida terminou em 2 a 1 para o time celeste.

Na próxima rodada o Operário enfrenta em casa a equipe da Chapecoense.  A partida está agendada para a segunda-feira (25), às 17h, no Estádio Germano Kruger. 

Escalações

Operário: Martín Rodríguez; Alex Silva, Reniê, Ricardo Silva e Fabiano; Leandro Vilela (Schumacher), Pedro Ken (Thomaz) e Marcelo; Jean Carlo, Ricardo Bueno e Rafael Oller (Maranhão)

Cruzeiro: Fábio; Cáceres, Manoel, Ramon e Matheus Pereira; Machado (Cacá), Adriano e Giovanni;  Airton , Rafael Sobis (Wellington) e William Pottker

Ficha Técnica

Campeonato Brasileiro Série B – 36ª rodada
Cruzeiro x Operário
Local: Arena Independência
Data e horário: 20/01/21 – 21h30
Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza
Assistentes:  Clovis Amaral da Silva; Thiago Gomes Magalhães
 

Compartilhe essa notícia com seus amigos!
PublicidadeNEC