Matheus Costa ameniza falha de André Luiz: 'um erro coletivo'

Treinador comentou sobre o lance que gerou gol do Azuriz no último minuto

Matheus Costa ameniza falha de André Luiz: 'um erro coletivo'

Fantasma empatou em 1 a 1 com a equipe do Azuriz na estreia do Paranaense 2021 - Foto: André Jonsson/OFEC

PublicidadeNEC

O Operário deixou a vitória escapar nos acréscimos contra o Azuriz pela estreia do Campeonato Paranaense de 2021, na tarde deste domingo (28). O Fantasma abriu o placar com Rafael Oller, mas sofreu o gol de empate no último minuto em uma falha da defesa alvinegra. 

O Azuriz entrou em campo com uma proposta de jogo defensiva, buscando apenas chances em contra-ataques. No primeiro tempo o Operário dominou a partida mas teve dificuldade de definir e encontrar o gol. O placar foi aberto na somente na segunda etapa quando Ricardo Bueno escorou pra Tomas Bastos, que avançou com a bola e deu o passe para Rafael Oller balançar as redes.

Mesmo após o gol sofrido a equipe visitante continuou mais fechada, explorando contra-ataques. Nos acréscimos do segundo tempo a equipe desceu em velocidade e conseguiu um escanteio pela esquerda, que resultou no gol de empate. O goleiro André Luiz saiu mal da meta e rebateu para os pés de Edson que apenas empurrou para o fundo do gol.

 “Foi um lance específico que acabou ocasionando o gol, antes disso quando o André foi exigido ele foi muito bem. Se a gente parar para analisar foi muito mais um erro coletivo do que um erro individual. Nós não poderíamos aos 50 minutos em um contra-ataque dar um escanteio pro Azuriz. Uma bola que o André tentou pegar caiu na pequena área e tinha um jogador do Azuriz e não um nosso”, avalia Matheus Costa.

André Luiz tem 24 anos e foi contratado pelo Fantasma no início da Série B de 2019, após ser um dos grandes destaques do Toledo, vice-campeão paranaense naquele ano. O goleiro atuou em 8 partidas desde que chegou ao clube. Na equipe, André disputa vaga com Simão, Thiago Braga e Henrique, sendo que os dois primeiros não tinham possibilidade atuar na partida de hoje por questões contratuais e lesão, respectivamente.

“André fez por merecer essa oportunidade, fez uma boa pré-temporada, obviamente o Simão e o Thiago não estavam com condições de jogo e eu mantenho minha confiança com relação ao André pelo o que ele já produziu e pelo o que ele ainda pode produzir para o Operário. Erramos de forma coletiva em um momento que poderíamos errar e agora a gente tem tempo para trabalhar pra fazer o nosso melhor frente ao Athletico e quem sabe recuperar esses pontos perdidos lá em Curitiba”, completa o treinador. 

A próxima partida do Fantasma estava agendada para a quinta-feira (04), contra o Athletico, em Curitiba, mas o jogo foi adiado devido ao decreto municipal que proíbe a prática de esportes na cidade. A partida seguinte é contra o Rio Branco, marcada para o dia 07/03, no  estádio Germano Kruger, às 16h.
 

Compartilhe essa notícia com seus amigos!
PublicidadeNEC