Com Leandrinho suspenso, OFEC chega a quatro desfalques no meio-campo

Time deve enfrentar o Cianorte em disputa direta pelas primeiras posições

Com Leandrinho suspenso, OFEC chega a quatro desfalques no meio-campo

Atleta foi expulso contra o Toledo e desfalca a equipe na próxima partida - Foto: André Jonsson/OFEC

PublicidadeNEC

O meia Leandrinho, expulso na partida contra o Toledo no último domingo (2), desfalca o Operário na próxima disputa do Campeonato Paranaense. Sem o atleta, o Fantasma chega a quatro desfalques no meio-campo, na reta final da primeira fase estadual.

Leandrinho entrou no segundo tempo da partida no Estádio 14 de Dezembro e recebeu o primeiro cartão logo aos 3 minutos, por reclamação de um possível pênalti. A expulsão veio aos 26 minutos quando, segundo o técnico Matheus Costa, o jogador teria dito ao árbitro: “estamos jogando contra a arbitragem”, reclamando de uma falta não marcada em Alex Silva.

Além de Leandrinho, que está suspenso, para escalar o meio-campo, o treinador terá que lidar com a ausência de Marcelo (lesão grau II na coxa), Pedro Ken (lesão grau III na coxa) e Leandro Vilela (lesão grau I na coxa). Na zaga, Rafael Bonfim continua fora, em recuperação de uma cirurgia no joelho direito. 

Por outro lado, os comandados do técnico Matheus Costa já estão classificados para a próxima fase do campeonato, mas lutam por um primeiro lugar que dá ao Fantasma o direito de decidir em casa, todas as partidas do mata-mata. Em teoria, a melhor classificação também garante um adversário mais fácil nas quartas de final, já que enfrentam o último colocado entre as equipes que avançarem. 

O Operário ocupa a primeira posição com 14 pontos, quatro vitórias, dois empates e duas derrotas até aqui. O Fantasma folgou nesta segunda-feira (3) e volta aos treinos amanhã. A equipe ainda não tem jogos homologados pela Federação mas, a tendência é que o Operário enfrente o Cianorte - adversário direto pelas primeiras colocações - até o fim desta semana. 

Compartilhe essa notícia com seus amigos!
PublicidadeNEC