Operário perde em casa para o Vitória e segue no meio da tabela

Fantasma desperdiçou chance de colar no G-4 e fica na 10ª posição

Operário perde em casa para o Vitória e segue no meio da tabela

Fantasma teve mais finalizações mas não conseguiu ser efetivo - Foto: André Jonsson/OFEC

PublicidadeNEC

Em partida de muito calor em Ponta Grossa, o Operário acabou derrotado por 1 a 0 pelo Vitória, neste sábado (4), no Germano Kruger. O Fantasma teve mais finalizações mas não conseguiu ser efetivo e perdeu a oportunidade de se aproximar do G4. A equipe do técnico Matheus Costa segue com 32 pontos, na 10ª posição. 

Primeiro Tempo

O jogo começou tranquilo e com poucas chances efetivas criadas. Aos 12 minutos, o Vitória conseguiu a primeira finalização com perigo. Na frente da grande área, Marcinho ajeitou para David bater para o gol e chute saiu forte, quicando na grama e confundindo o goleiro, mas a bola saiu pelo lado esquerdo da trave.

Pelo lado do Fantasma, a primeira oportunidade também veio em um arremate de fora da área. Aos 20 minutos, Marcelo avançou pelo meio e arriscou o chute. A bola bateu na trave e saiu pela linha de fundo.

O Operário voltou a assustar aos 26, quando Pablo Siles errou um passe no meio de campo e a bola ficou nos pés de Thomaz. O atacante aproveitou, avançou com ela e bateu de fora da área, exigindo boa defesa do goleiro Lucas Arcanjo.

Os erros de passes passaram a dominar a partida. Em mais uma falha da equipe baiana no meio, a bola sobrou com Paulo Sérgio, que aproveitou e mandou mais um chute de fora. Outra defesa do goleiro. 

O Vitória voltou ao ataque somente aos 39, mas foi efetivo. David cobrou falta e levantou na área, Matheus Moraes escorou de cabeça e a bola foi levantada novamente. O lateral subiu sozinho pela segunda vez e cabeceou para o fundo gol, abrindo o placar no Germano Kruger. A partida foi até os 47, com vantagem tricolor no placar.

Segundo Tempo

O segundo tempo também teve um início pouco criativo, com os times rodando a bola e trocando passes, mas sem efetividade. Somente aos 18 minutos pintou a primeira chance. Djalma Silva recebeu passe de Chorão na esquerda e bateu para o gol. A bola desviou e passou com perigo próximo ao gol, mas foi pela linha de fundo. 

Uma das melhores jogadas da partida com a bola no pé veio aos 29 minutos. Matheus Alemão fez boa jogada individual pela direita, fez o drible, se livrou da marcação e cruzou rasteiro para Gustavo Coutinho, mas a defesa conseguiu se antecipar e cortou.

O Fantasma seguiu tendo mais posse de bola durante toda a segunda etapa, enquanto o Vitória organizou o seu sistema defensivo e se fechou para segurar o resultado, esperando apenas chances em contra-ataques. O jogo não teve tantas movimentações e foi até os 50 por conta da parada para hidratação. 

Escalações

Operário: Simão; Fábio Alemão (Pedro Ken), Reniê, Rodolfo Filemon e Djalma Silva; Leandro Vilela, Marcelo Oliveira (Gustavo Coutinho) e Rafael Longuine (Rafael Chorão); Felipe Garcia (Matheus Alemão), Thomaz Santos (Rodrigo Pimpão) e Paulo Sérgio

Vitória: Lucas Arcanjo, Van, Wallace, Thalisson Kelven e Mateus Moraes; Pablo Siles (Cedric), Fernando Neto (Gabriel Bispo), Bruno Oliveira (Soares)  e David; Marcinho e Samuel (Wesley)

Ficha Técnica

Campeonato Brasileiro Série B - 22ª rodada
Operário x Vitória
Data e horário: 04/09/21 - 11h
Local: Estádio Germano Krüger
Árbitro: Douglas Schwengber da Silva (RS)
Assistentes: Lucio Beiersdorf Flor (RS) e Maíra Mastella Moreira (RS)
Árbitro de Vídeo: Daniel Nobre Bins (RS)

Compartilhe essa notícia com seus amigos!
PublicidadeNEC