Operário perde para o Vila Nova e amplia jejum de vitórias na Série B

São sete jogos sem vitória; cargo do treinador segue ameaçado

Operário perde para o Vila Nova e amplia jejum de vitórias na Série B

Fantasma levou gol no último minuto e acabou derrotado por 2x1 - Foto: André Jonsson/OFEC

PublicidadeNEC

Em jogo com direito a pênalti, expulsão e gol no fim, o Operário acaba derrotado por 2 a 1 pelo Vila Nova e chega a sete jogos sem vencer na Série B. Com o resultado, o Fantasma segue na 12ª posição e o cargo do técnico Matheus Costa continua ameaçado. 

Primeiro Tempo

O início de jogo foi todo do Vila Nova, que pressionava o Operário e trocava passes no campo ofensivo em busca do gol. Logo aos 7 minutos, a atitude do Vila surtiu efeito. Dudu chutou da entrada da área e Simão defendeu mas deu rebote para o meio da área. A sobra foi do atacante Clayton, que ia mandar para fora, mas a bola desviou no goleiro e morreu no fundo do gol. 1 a 0 para os donos da casa.

A pressão total seguiu sendo do time goiano, que aos 12 teve outra chance. Alessson cobrou escanteio e Simão afastou de soco, mas levantaram a bola novamente na área e Clayton camisa 9 cabeceou rente à trave, quase marcando o segundo. 

Mais uma oportunidade do Vila aconteceu aos 27 minutos. Kelvin cruzou rasteiro pelo lado esquerdo, Clayton fez o pivô e deu passe para trás. Alesson dominou, bateu cruzado e assustou o goleiro Simão com a bola que passou muito próxima do gol.

A única chance clara do Fantasma foi aos 39, na bola parada. Marcelo cobrou escanteio pela esquerda e Fábio Alemão subiu sozinho, cabeceou, mas mandou pelo lado da trave.  O árbitro apitou aos 47, sem outras grandes oportunidades terem sido criadas. 

Segundo Tempo

No segundo tempo, o Operário voltou um pouco mais incisivo e logo aos 5 minutos teve chance de conseguir o empate. Djalma Silva cobrou escanteio e a bola sobrou com Rafael Longuine, que dominou no peito e finalizou, mas a bola foi para fora. 

Aos 8, Rafael Oller perdeu a bola no meio de campo e Dudu ficou com ela. Arthur Rezende recebeu na entrada da área e mandou pro gol, ao lado da trave. Logo depois, aos 11, Alan entrou na área pela esquerda, mas caiu em uma dividida e ficou reclamando de pênalti. O VAR chamou o árbitro para revisão e a penalidade foi assinalada. 

O centroavante Paulo Sérgio foi para a cobrança, deslocou o goleiro Georgemy e estufou as redes para empatar o placar. Após o gol, o Fantasma cresceu no jogo e esteve muito perto de virar aos 26. Alan bateu, o goleiro defendeu e a bola ficou viva na área. Thomaz finalizou também, a bola quase entrou, mas deitado o goleiro Georgemy conseguiu defender e ficar com ela.

Aos 33, mesmo com o time melhor em campo, Fábio Alemão cometeu falta por trás e acabou sendo expulso após o segundo amarelo. O Fantasma seguiu com um a menos. Nos acréscimos, aos 51, o Vila teve chance na bola parada. Após cobrança de falta de Tiago Real, o zagueiro Rafael Donato subiu sozinho e marcou de cabeça a favor do Tigrão. Fim de jogo com vitória do Vila no placar. 

Escalações:

Vila Nova: Georgemy; Moacir (Rafael Silva), Renato, Rafael Donato e Willian Formiga; Deivid, Dudu, Arthur Rezende (Diego Tavares); Kelvin (Pedro Junior), Clayton (Maná) e Alesson (Tiago Real)

Operário: Simão, Alex Silva, Reniê, Odivan (Rafael Longuine) e Silva; Fábio Alemão, Leandro Vilela, Marcelo Oliveira (Guedes) e Alan; Rafael Oller (Thomaz) e Gustavo Coutinho (Paulo Sérgio)

Ficha Técnica:

Campeonato Brasileiro Série B - 26ª rodada
Vila Nova x Operário Ferroviário
Data e horário: 28/09/21 - 21h30
Local: Estádio Onésimo Brasileiro Alvarenga
Árbitro: Rodrigo José Ferreira de Lima (PE)
Assistentes: Clovis Amaral da Silva (PE) e Ricardo Bezerra Chianca (PE)
Árbitro de Vídeo: José Cláudio Rocha Filho (SP)

Compartilhe essa notícia com seus amigos!
PublicidadeNEC