Após derrota para o Coritiba, Catalá lamenta: 'Faltou concentração'

Treinador operariano explicou a queda de rendimento no início da 2ª etapa

Após derrota para o Coritiba, Catalá lamenta: 'Faltou concentração'

L. Vilela em ação contra o Coxa, em partida válida pela 33ª rodada da Série B. Foto: André Jonsson/OFEC

PublicidadeNEC

O treinador Ricardo Catalá definiu a derrota do Operário Ferroviário como uma questão de concentração após a equipe sofrer 3 gols em 9 minutos. Em entrevista coletiva após o jogo, o treinador foi questionado a respeito da entrada de Rodrigo Pimpão na vaga de Rafael Longuine no intervalo.

"A minha ideia era empurrar o Coritiba para o campo de defesa deles, mas os gols sofridos não tiveram relação com a substituição. Tomamos o primeiro gol de bola parada, então faltou um pouco mais de concentração, de tranquilidade", explicou.

Outro ponto questinado na entrevista foi a demora do treinador em realizar as substituições após os 3 gols sofridos, afinal, os meias Rafael Chorão e Alan entraram apenas aos 32 minutos da 2ª etapa. "Até pensei em colocá-los antes, mas depois que o time sofre 3 gols, sendo um seguido do outro, é preciso um tempo pra equipe se reorganizar dentro de campo. Meu receio era colocar esses atletas e o time se desencaixar de vez e o placar de 3 a 1 se tornar uma goleada, que era algo que não precisávamos agora", afirmou.

Com a derrota, o Operário estacionou nos 41 pontos e permaneceu na 12ª colocação. Agora, a equipe tem apenas dois dias de preparação antes de enfrentar o Goiás, no sábado, no Estádio Germano Krüger. A bola rola às 18h30 e o jogo é válido pela 34ª rodada da Série B de 2021.

Assine o Clube NEC!

Colabore para manter a nossa cobertura de jornalismo independente sobre o esporte de Ponta Grossa (PR). Você tem opção de ajudar com uma pequena quantia todo mês no crédido recorrente ou, então, um valor para o plano semestral com desconto e opção de parcelamento ou boleto bancário em cota única!

Compartilhe essa notícia com seus amigos!
PublicidadeNEC