Em nova função, Wallacer espera desencantar contra o Paraná

Meia diz que pediu para mudar de lugar no time e quer ser “garçom”

Em nova função, Wallacer espera desencantar contra o Paraná

Wallacer diz que vai atuar mais próximos dos atacantes contra o Paraná - Foto: Emmanuel Fornazari

PublicidadeNEC

“Eu venho sendo cobrado. Eu visto a camisa 10, mas independente do número tenho minhas responsabilidades”, aponta o meia do Operário, Wallacer - homem de confiança do técnico Antônio Picoli desde os tempos de Juventude e Caxias.


Porém, nos últimos jogos-treino e na estreia no Paranaense, o atleta não conseguiu corresponder às expectativas. E ele mesmo é quem ratifica isto. A falta de efetividade neste início de ano pode ser explicada pelos comentários do próprio atleta.


“Particularmente, prefiro jogar mais perto da área. Nos últimos dois anos fui artilheiro por onde passei e dei muitas assistências. E espero que daqui pra frente, a começar pelo Paraná, volte a fazer meus gols e possa ajudar o Operário”, destaca o ‘camisa 10’.


E foi justamente a amizade profissional que tem com o treinador que abriu espaço para uma conversa com Picoli. Os dois batem um papo sincero e, segundo Wallacer, ficou definido que ele irá atuar mais próximos dos atacantes.


“Contra o Paraná, farei uma função diferente do que estava atuando. O Picoli não gosta que eu vá buscar a bola muito lá atrás. Tenho como função municiar os atacantes”, confirmando a mudança tática na equipe.


O ‘camisa 10’ admitiu que está devendo e assim como o Operário espera dar a volta por cima. “Sei que estou sendo cobrado. Sei que tenho de estar mais concentrado e focado  para galgar coisas melhores e ajudar o clube em seus objetivos”, completa.

Compartilhe essa notícia com seus amigos!