Operário perde a terceira partida consecutiva no Paranaense

JMalucelli derrota o Fantasma por 1 x 0 no Eco Estádio

Operário perde a terceira partida consecutiva no Paranaense

Operário perde para JMlucelli por 1 x 0. Foto: Luciano Mendes

PublicidadeNEC

O Operário perdeu para o JMalucelli na partida válida pela terceira rodada do Campeonato Paranaense. O jogo aconteceu no Eco Estádio, em Curitiba, e terminou em 1 a 0 para o Jotinha. O gol do JMalucelli foi marcado por Vandinho. Agora, o Fantasma é o último colocado, enquanto o Jota aparece na quinta posição.

Primeiro tempo

Debaixo de muita chuva, o Jmalucelli assustou já no início da partida e quase abriu o placar. Leandro Silva chutou de longe, mas a bola bateu no travessão. O Operário também teve algumas chances. As melhores oportunidades foram com Rafinha, Juba e Sosa.

Ao final da primeira etapa, depois de um escanteio para o Fantasma, Sosa chuta para o gol, balança a rede, mas o juiz marca impedimento, que é muito contestado pelos jogadores e pela torcida do Operário. O Jota ainda chega mais uma vez, com Vandinho, mas o jogador chuta para fora.

Segundo tempo

O Operário voltou mais ofensivo e o Jota apareceu arriscando mais de longe e aproveitando bem os contra-ataques. Até que aos 16 minutos, Diego Prates chega rápido pela esquerda, lança para Vandinho, que abre o placar: 1 a 0 para o JMalucelli.

O Operário tenta correr atrás do prejuízo. Picoli mexe no time, Paulinho entra no lugar de Rafinha e Willian Lira assume a vaga de Baiano. Porém, o OFEC não consegue empatar, tampouco virar o jogo. Com isso, o Fantasma não soma pontos e aparece na última posição na tabela do Campeonato Paranaense.

Na próxima rodada, o JMalucelli enfrenta o Atlético-PR, no sábado, às 17h. Já o Operário-PR recebe o Maringá, domingo (14), às 17h, no Estádio Germano Krüger.

Ficha técnica:

JMalucelli: Rodrigo Café, Cristovam (Diego Alemão), Alex Fraga, Valdomiro, Leandro Silva, Diego Prates, Welington, Camargo, Tomas, Vandinho (Vinicius) e Getterson (Robinho).
Técnico: Ary Marques.

Operário: Juninho, Danilo Báia, Jean, Sosa, Chicão, Peixoto, Rafinha (Paulinho) , Baiano (Willian Lira), Reinaldo Mineiro, Thiago Silva e Juba.
Técnico: Antônio Picoli.

Público e renda: Público pagante: 343. Público total: 414. Renda: R$ 10.626. 

Arbitragem:
Ronaldo Parpinelli, assistido por Adair Carlos Mondini e Fabrício da Silva Martins.
Compartilhe essa notícia com seus amigos!