Baia frisa dever de subir Operário à primeira divisão do Paranaense

Lateral afirma que defenderia o alvinegro na briga pelo acesso

Baia frisa dever de subir Operário à primeira divisão do Paranaense

Baia é um dos remanescentes do Fantasma desde o título de 2015 - Foto: Arquivo NEC

Em meio à preparação para enfrentar o Paysandu pela Copa do Brasil, no dia 06 de julho em Belém, o lateral direito do Operário Ferroviário, Danilo Baia, ressaltou o compromisso em conquistar o acesso do Fantasma à elite do Campeonato Paranaense.


“Tenho interesse sim, não tenho dúvida disso. Eu gosto do clube e respeito o torcedor. Se vier o convite do Álvaro [Góes], não só para mim, como para outros jogadores, ficaria no Operário sim”, revela.


Recentemente, o presidente do Grupo Gestor Amigos do Operário, José Álvaro Góes Filho, confirmou a prorrogação do vínculo de determinados jogadores (sem citar nomes) até o final de 2017. Baia desconversou sobre o assunto, porém reiterou o objetivo do acesso.


Leia também:
Com poucas desistências, Operário arrecada R$135 mil com sócios


“Como nós jogadores caímos com o Operário, nós jogadores vamos fazer de tudo para recolocar o clube na elite do Campeonato Paranaense”, assegura o lateral campeão estadual em 2015 pelo Fantasma.

Compartilhe essa notícia com seus amigos!