PublicidadeNEC

Operário pode encarar rivais ‘mais difíceis’ mesmo terminando em 1º

Regra e desempenho na primeira fase estimulam discussão

Por: Redação NEC em 07/04/2017 11:40:18 atualizado em 01/11/2018 13:08:47

Operário pode encarar rivais ‘mais difíceis’ mesmo terminando em 1º
Última vitória do Operário foi contra a Portuguesa, com gol de Batatinha - Foto: Bianca Machado

O regulamento assinado – e assim avalizado – pelos clubes da Divisão de Acesso no arbitral da competição pode trazer contextos talvez não imaginados, os quais, invés de beneficiar quem terminar na liderança, imporiam jogos mais difíceis na fase derradeira à elite.


Primeiro colocado neste momento, o Operário, com 18, faz parte do grupo de clubes que possui mais de 10 pontos: Paranavaí (2º - 14), Maringá (3º - 13) e Iraty e União (4º e 5º, com 11).


Na sequência, aparecem Cascavel (6º) e Grêmio Maringá (7º), com 4, e Portuguesa (8º - 3 pontos). Dessa forma, no quadrangular da segunda fase, o Fantasma pegaria Iraty, União e a Lusa, ou seja, duas equipes do ‘pelotão’ com maior pontuação.


Por outro lado, Paranavaí e a Maringá, os quais mais ameaçam a liderança do alvinegro, pegaria dois times do ‘pelotão’ de menor pontuação: Cascavel e GEM.


A regra definida em arbitral impõe dois grupos com quatro times na próxima fase, um formado pelos 1º, 4º, 5º e 8º colocados, outro comos  2º, 3º, 6º e 7º. Para se ter uma ideia, a soma de pontos do possível grupo do Operário é 43. Já da outra chave: 35.


*Reportagem produzida após comentário de Fábio Wilson Dias no facebook do Net Esporte Clube 

https://www.netesporteclube.com.br/artigo/Operario/4274/Operario-pode-encarar-rivais-mais-dificeis-mesmo-terminando-em-1o" data-text="Operário pode encarar rivais ‘mais difíceis’ mesmo terminando em 1º">
PublicidadeNEC