PublicidadeNEC

Grêmio Maringá tem prazo curto para recurso do caso "Lusinha"

Portuguesa Londrinense foi absolvida duas vezes no TJD-PR

Por: Felipe Gustavo em 05/05/2017 12:26:06 atualizado em 05/11/2018 12:23:49

Grêmio Maringá tem prazo curto para recurso do caso
Portuguesa e Operário se enfrentariam na abertura da segunda fase do Acesso - Foto: Bianca Machado/OFEC
Pela segunda vez a Portuguesa Londrinense foi absolvida no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-PR) da acusação de escalação irregular do zagueiro Lucas Luiz Marcato na primeira rodada da Divisão de Acesso do Paranaense. A partir de agora há duas possibilidades: o caso ser encerrado ou as partes interessadas entrarem com recurso no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

Para isso, há um prazo que deve ser respeitado. Grêmio Maringá ou a procuradoria têm três dias úteis para apresentar o recurso após a publicação do acórdão (decisão final proferida). Essa publicação deve ser realizada nesta sexta (5) ou logo no início da próxima semana.

Caso vá para o STJD, o julgamento estará na última instância da Justiça Desportiva no Brasil. Vale usar como exemplo o caso "Getterson", que tirou o J.Malucelli da segunda fase do Paranaense.

Desde a primeira acusação até o encerramento do caso foram 45 dias decorridos. Se o recurso realmente acontecer e o período se repetir, a Divisão de Acesso deve voltar ao normal apenas no início de junho.

Apesar do interesse no caso, o Operário não tem a chance de entrar na justiça. Isso porque os recursos só cabem aos interessados (Grêmio Maringá, Portuguesa Londrinense e procuradoria) e porque qualquer medida do Operário, por exemplo, não será apreciada antes do recurso do caso.
https://www.netesporteclube.com.br/artigo/Operario/4434/Gremio-Maringa-tem-prazo-curto-para-recurso-do-caso-Lusinha" data-text="Grêmio Maringá tem prazo curto para recurso do caso "Lusinha"">
PublicidadeNEC