PublicidadeNEC

Após gol, Batatinha reconhece críticas no Operário: "me senti mal"

Atacante do Fantasma exalta poder de superação do grupo em nova vitória

Por: Felipe Gustavo em 10/06/2017 10:29:21 atualizado em 09/12/2018 10:18:05

Após gol, Batatinha reconhece críticas no Operário:
Abraçado por Serginho Paulista, Batatinha se emociona depois de gol salvador - Foto: Bianca Machado/OFEC
Titular nos três primeiros jogos do Operário Ferroviário na Série D do Campeonato Brasileiro, o atacante Lucas Batatinha ficou pela primeira vez no banco de reservas. E foi de lá que ele saiu para dar a vitória ao Fantasma contra o XV de Piracicaba, fora de casa, por 1 a 0.

Sem balançar as redes até então na competição nacional, o jogador vinha recebendo críticas e, após a partida no interior paulista, admitiu que o momento não era o mais positivo.

"Eu estou feliz, mas fui muito criticado e sei da minha responsabilidade. Me senti mal por não estar jogando bem. Fui para o banco de reservas e hoje acabei coroado com o gol. Mas todo esse grupo está de parabéns. Todo mundo foi guerreiro", desabafou o atacante.

Depois da vitória, o técnico Gerson Gusmão explicou a opção por Cristian no ataque e deixou claro que foi apenas uma questão estratégica por conta da característica da partida.

"Tínhamos a alternativa do Batatinha. Ele foi titular nos três jogos e atuando bem. Optamos por uma estratégia com um jogador de recomposição rápida. O Batata é mais finalizador. Como havia o risco dele não aguentar pela intensidade do jogo, ficamos com a opção de reposição do Batata no decorrer da partida", justificou Gersinho.

O Operário volta a campo na quarta-feira (14), quando visita o União, no Anilado, às 20h15, pela segunda rodada da fase de grupos da Divisão de Acesso. O próximo compromisso pela Série D é no domingo (18) contra o São Paulo (RS), no Germano Krüger.
https://www.netesporteclube.com.br/artigo/Operario/4608/Apos-gol-salvador-Batatinha-reconhece-criticas-no-OFEC-me-senti-mal" data-text="Após gol, Batatinha reconhece críticas no Operário: "me senti mal"">
PublicidadeNEC