Volante se transforma em "maestro" da meia-cancha do Fantasma

Índio vem embalado por gol e assistências

Volante se transforma em

Índio é um dos responsáveis por ditar o ritmo da meia-cancha do Fantasma - Foto: RBM Assessoria

PublicidadeNEC

No começo da temporada, o volante Índio nem sabia se seria titular no meio de campo do Operário Ferroviário. Isso porque a disputa pela vaga estava bastante acirrada. Porém, o jovem Erick acabou se lesionando antes da estreia, o que abriu espaço para Índio retomar o lugar na equipe e ganhar confiança com a sequência de jogos.

Hoje, após nove rodadas da Divisão de Acesso do Paranaense, o volante campeão da Série D pelo Fantasma é considerado peça fundamental na estrutura da meia-cancha. Porém, não é só na marcação que ele está em evidência.

Na oitava rodada, contra o Independente, Índio apareceu de frente para o gol adversário e, no melhor estilo atacante, driblou o goleiro para deixar a marca dele na Segundona. Como se não bastasse essa atuação, no jogo seguinte - diante do Batel - ele deixou os companheiros na cara do gol. Foi assim nos tentos marcados por Lucas Batatinha e Robinho.

Ser o fator surpresa, na verdade, é uma cobrança que ele recebe. “O Gerson cobra muito a nossa movimentação e essa chegada de ‘surpresa’. Contra o Independente tivemos um lance em que foi marcado o impedimento. Logo em seguida, tivemos outro bom lance, onde o Robinho foi feliz e achou um bom passe para mim", relembra.

A intenção do jogador agora é manter o ritmo em campo, pois o Fantasma tem pela frente duas competições simultâneas. “O Gersinho tem pedido para que mantenhamos o foco, pois, assim como no ano passado, jogaremos duas competições ao mesmo tempo. Nosso time tem crescido a cada jogo e está crescendo em um momento muito importante”, avalia.

* Com informações da RBM Assessoria
Compartilhe essa notícia com seus amigos!