CARTOLA FC
Participe da liga da Conceito Imóveis e concorra a prêmios semanais
PublicidadeNEC

Com gols de novos titulares, Operário vence e mantém viva chance de 'semi'

Fantasma bate o Maringá FC por 2 a 0 no Germano Krüger

Por: Felipe Gustavo em 24/03/2019 18:07:15 atualizado em 24/03/2019 18:08:08

Com gols de novos titulares, Operário vence e mantém viva chance de 'semi'

Jogadores comemoram o primeiro gol da tarde em Vila Oficinas; Fantasma 'seca' o Londrina na última rodada - Foto: João Vitor Rezende/Agência RBM

Com gols de novos titulares, Operário vence e mantém viva chance de 'semi'

O Operário segue forte na briga por uma vaga na semifinal da Taça Dirceu Krüger - o segundo turno do Campeonato Paranaense. O Fantasma derrotou neste domingo (24), no Germano Krüger, a equipe do Maringá FC pelo placar de 2 a 0. Os gols alvinegros foram marcados justamente por duas das novidades na escalação: os atacantes Eduardo e Jean Carlo.

Com os resultados da tarde, o Fantasma precisa vencer o já rebaixado Foz na última rodada e 'seca' o Londrina, que enfrenta o classificado Athletico Paranaense.

Confira a classificação atualizada do Campeonato Paranaense

1º TEMPO

Depois do revés de 3 a 0 para o Athletico Paranaense e, mesmo com pouco tempo para trabalhar, o técnico Gerson Gusmão optou por uma equipe bem diferente no sistema ofensivo. Ao todo foram quatro alterações, sendo três no ataque. Jean Carlo, Eduardo e Bruno Batata foram promovidos à titularidade.

A nova fórmula, com mais presença dentro da área, não deu tão certo nos minutos iniciais. Apesar de dominar a posse de bola, o Fantasma tinha dificuldades para infiltrar na defesa adversária, o que começou a irritar o torcedor.

Para não perder o domínio, a equipe alvinegra dava toques para trás. A situação criou algumas vaias nas arquibancadas.

Quando tentava uma jogada mais forçada, o Operário precipitava o passe. Mas o encaixe veio fatal aos 33 minutos, com Eduardo - que pela primeira vez iniciou uma partida com a camisa alvinegra.

De forma geral, o Fantasma foi soberano nos 45 minutos. Bruno Batata, Jean Carlo e Peixoto também tiveram boas chances ao longo da etapa e passaram perto de marcar.

2º TEMPO

O Maringá voltou do vestiário com uma mudança no ataque. Bravo nem retornou ao gramado e deu lugar ao experiente Neílson. Mas foram os donos da casa que chegaram com perigo: depois de linda jogada que passou por Eduardo, Bruno Batata e Cleyton, o camisa 11 ajeitou para trás e Chicão chegou batendo. A bola passou perto da trave esquerda.

Quem também apareceu com destaque foi o goleiro do Maringá, Victor Golas. Ele fez duas grandes defesas. A primeira em cobrança de falta de Jean Carlo e a segunda quando Peixoto apareceu livre perto da pequena área.

Gersinho começou a mexer na equipe e fez as três alterações bem próximas. Entraram Robinho, Dione e Danilo Baia para as saídas de Cleyton, Eduardo e Pedrinho, respectivamente.

Dono do jogo, o Operário levou um grande susto aos 23 minutos, quando Neílson acertou a trave. Pouco depois foi a vez de Geovane arriscar de fora da área e deixar o torcedor alvinegro amedrontado em Vila Oficinas.

Por sinal, parte da torcida voltou a ficar irritada nos minutos finais, quando a equipe da casa não matava a partida e proporcionava o contra-ataque para o rival. Sandro Forner colocou o time para cima com as entradas de Dandan e Orobó nas vagas de Geovane e Romeu.

Porém, aos 48 minutos, o Fantasma finalmente deu o tiro de misericórdia e com grande estilo. Jean Carlo viu o goleiro adiantado de fora da área e emendou uma 'bala' no ângulo, decretando o 2 a 0. De quebra, o Alvinegro viu o Toledo empatar com o Londrina nos acréscimos - resultado que mantém vivo o time de Vila Oficinas na disputa por uma vaga na semifinal da Taça Dirceu Krüger.

PRÓXIMA RODADA

No último compromisso do segundo turno, o Operário atravessa o estado e vai até Foz do Iguaçu, onde enfrenta os donos da casa. O embate entre as equipes está programado para domingo (31), às 16h, no Estádio do ABC.

FICHA TÉCNICA

Maringá: Victor Golas; Everton, Alex Fraga, Marcelo Xavier e Junior Prego; Jean Neves, Willian Machado, Romeu (Orobó) e Geovane (Dandan); Welton Paraguá e Bravo (Neílson). Técnico: Sandro Forner

Operário: Simão; Pedrinho (Danilo Baia), Alisson, Sosa e Peixoto; Chicão, Índio, Jean Carlo, Cleyton (Robinho) e Eduardo (Dione); Bruno Batata. Técnico: Gerson Gusmão

Gols: Eduardo (OFEC) aos 33 minutos do 1º tempo; Jean Carlo (OFEC) aos 48 minutos do 2º tempo.
Cartões amarelos: Jean Neves e Willian Machado (Maringá); Robinho e Jean Carlo (Operário)

Local/Data: Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa (PR) | 24/03/2019
Árbitro: Ricardo de Lima Legnani
Assistentes: Bruno Boschilia e Marco Antônio dos Santos Pepe
Público e Renda: 3.694 pagantes | 3.970 total | R$ 77.910,00

https://www.netesporteclube.com.br/artigo/Operario/7666/com-gols-de-novos-titulares-operario-vence-e-mantem-viva-chance-de-semifinal" data-text="Com gols de novos titulares, Operário vence e mantém viva chance de 'semi'">
PublicidadeNEC