PublicidadeNEC

Gersinho avalia que meio-campo mais ofensivo depende das condições do jogo

Formação com dois meias deu ao Operário controle de jogo e até menos riscos

Por: ‎Emmanuel Fornazari em 13/05/2019 06:34:07

Gersinho avalia que meio-campo mais ofensivo depende das condições do jogo

Produção do meio de campo do Operário no segundo tempo agradou o técnico Gersinho - Foto: José Tramontin/Operário

Gersinho avalia que meio-campo mais ofensivo depende das condições do jogo
O técnico Gerson Gusmão, do Operário, destacou o domínio que a equipe teve em boa parte do segundo tempo no empate em 0 a 0 diante do Oeste, pelo Campeonato Brasileiro da Série B. Apesar de o time não conseguir marcar o gol que daria a vitória ao Fantasma, a equipe se impôs após o treinador mudar as características dos atletas de meio de campo.
 
Cansado, aos 23 minutos da etapa final, o zagueiro Sosa precisou ser substituído. Porém, Gersinho não fez uma simples troca por outro jogador da posição, e preferiu apostar no meia Rafael Chorão. Com isso, o volante Chicão virou zagueiro e uma disposição diferente ao meio-campo.
 
Revson, que geralmente atua mais como segundo volante ou até terceiro homem de meio, passou a jogar à frente da zaga, com liberdade para sair para o jogo. Enquanto isso, Chorão e Marcelo atuavam na armação, com Felipe Augusto e Uilliam - depois Jean Carlo - pelas pontas e Bruno Batata de centroavante.
 
A formação com atletas ofensivos trouxe melhor movimentação e controle de jogo para o Operário. Com mais qualidade no passe, o time não deu brechas e o Oeste pouco ameaçou a defesa alvinegra, mesmo que ela - em tese - estivesse mais desprotegida.
 
Questionado pela reportagem do Net Esporte Clube se uma formação mais técnica poderia ser utilizada com maior frequência, o técnico Gerson Gusmão afirmou que esta é uma estratégia para determinadas situações.
 
"É difícil manter este tipo de forma de jogar os 90 minutos. Precisamos ter equilíbrio. Nesse jogo, em que precisávamos ir para cima, era algo que já tínhamos treinado. Mas não podemos comprometer nosso sistema defensivo. Esta não é uma formação que deva aguentar os 90 minutos. Podemos até começar com ela, mas em determinado momento do jogo vamos ter que readequar, até pelo desgaste", aponta.
 
O Operário volta aos treinos para enfrentar a Ponte Preta na próxima sexta-feira (17), em Campinas, pela quarta rodada do Brasileirão, às 21h30.
 
Confira os melhores momentos do empate entre Operário 0 x 0 Oeste

https://www.netesporteclube.com.br/artigo/Operario/7949/gersinho-avalia-que-meio-campo-mais-ofensivo-depende-das-condicoes-do-jogo" data-text="Gersinho avalia que meio-campo mais ofensivo depende das condições do jogo">
PublicidadeNEC