Operário quer propor jogo no início e garantir 1º tempo melhor contra a Ponte

Gersinho cobra evolução na 'entrada' dos atletas em relação aos jogos anteriores

Operário quer propor jogo no início e garantir 1º tempo melhor contra a Ponte

Equipe que entrará em campo contra a Ponte Preta fez treinos táticos de terça a quinta-feira nesta semana - Foto: José Tramontin/OFEC

PublicidadeNEC

Entre as cobranças do técnico Gerson Gusmão para o elenco do Operário Ferroviário na sequência da Série B está a melhora do início de jogo. O treinador tem reconhecido a evolução do time no segundo tempo com relação ao primeiro na criação de situações, mas não quer que os jogadores se acostumem a pressionar somente na etapa final.

"É fato que a gente não começou bem os jogos, mas não é por falta de concentração. Algumas vezes as coisas não acontecem como se espera ou como a gente gostaria. Mas é fato que a gente não vem começando bem e precisamos solucionar isso. Não pode se tornar uma rotina. No início de jogo ainda estamos oscilando e precisamos iniciar forte para enfrentarmos os adversários de igual para igual, sem sofrer sustos nos inícios de partida", analisa Gersinho.

A estratégia será imposta mesmo fora de casa, contra a Ponte Preta, pela 4ª rodada da competição nacional. O jogo acontece às 21h30 desta sexta-feira (17), no Moisés Lucarelli. Mesmo com a diferença de posição na tabela, a comissão técnica não tira os pés do chão.

"É mais um jogo difícil, contra uma grande equipe. Uma equipe que não se encontra num momento bom, mas a competição permite essa oscilação. A Ponte Preta vai se recuperar durante a competição, vai melhorar, não vai ficar na zona de rebaixamento. Cabe a nós irmos até lá e aproveitarmos esse momento de instabilidade deles", enfatiza.

Compartilhe essa notícia com seus amigos!