PublicidadeNEC

Operário finaliza pouco e é castigado com derrota para o Brasil-RS

Fantasma segurava o placar até os 32 minutos da etapa complementar

Por: Felipe Gustavo em 08/06/2019 18:36:49 atualizado em 08/06/2019 19:01:05

Operário finaliza pouco e é castigado com derrota para o Brasil-RS

Operário segue sem pontuar como visitante na Série B do Campeonato Brasileiro; derrota para o Brasil veio no 2º tempo - Foto: Jonathan Silva/GEB

Operário finaliza pouco e é castigado com derrota para o Brasil-RS

O Operário Ferroviário voltou a amargar um revés na Série B do Campeonato Brasileiro. Desta vez, o carrasco foi o Brasil-RS, no Estádio Bento Freitas, em Pelotas. A partida disputada na tarde deste sábado (8) e válida pela 7ª rodada foi morna no primeiro tempo e esquentou nos 45 minutos finais. Com pouco ímpeto, o Fantasma até acertou a trave do adversário, mas foram os gaúchos que comemoraram no final o placar de 1 a 0.

Com o resultado, o time comandado por Gerson Gusmão fica estacionado com sete pontos - próximo da zona de rebaixamento. Do outro lado, o Xavante chega a nove, com três triunfos consecutivos na competição nacional.

Confira a classificação da Série B

1º TEMPO

Sem Rafael Chorão - lesionado, o Operário foi com Robinho como titular. Do outro lado, a novidade do Brasil-RS era o zagueiro Heverton, que substituía o suspenso Bruno Aguiar. E foi de Heverton o primeiro grito de gol da tarde, mas o lance acabou anulado pela arbitragem. No cruzamento de Ednei pela esquerda da grande área, a bola havia saído pela linha de fundo. Alívio para o Fantasma.

Uma das preocupações do técnico Gerson Gusmão era com a precisão de Ednei. Mas esse transtorno não durou muito tempo. O lateral direito acabou se contundindo aos 25 minutos e deixou o gramado para a entrada de Ricardo Luz.

O prejuízo a princípio não foi tão grande para o Xavante, pois no ataque Branquinho e Bruno Paulo seguiam desequilibrando e davam 'dores de cabeça' aos defensores do Operário. A dupla criava as melhores chances dos donos da casa, mas estava difícil acertar o alvo no Bento Freitas.

A posse de bola do Fantasma era maior em campo, mas a equipe de Vila Oficinas foi para os vestiários sem finalizar na primeira etapa.

2º TEMPO

Logo no primeiro minuto o Operário pelo menos saiu do zero no número de chances. Marcelo girou e finalizou por cima da meta de Carlos Eduardo. A resposta veio pouco depois. Em lance parecido, também de costa para o gol, Murilo Rangel chutou à direita de Simão.

Aos 12 foi a vez de Branquinho ganhar dos defensores e, da entrada da área, bater pela linha de fundo com perigo. Marcelo - destaque ofensivo do Fantasma até então - criou mais uma oportunidade aos 20, mas a finalização bateu na rede pelo lado de fora.

O camisa 10 deixou o campo pouco depois para a entrada de Cleyton. No primeiro arremate, o meia acertou a trave de Carlos Eduardo. Mas a pressão do Xavante foi ainda maior. Julinho tirou quase em cima da linha a finalização de Bruno Paulo.

Minutos mais tarde saiu o tento da vitória. Após cobrança de escanteio, Lázaro e Leandro Camilo dividiram e a bola morreu no fundo do gol. A arbitragem anotou o gol para o zagueiro gaúcho.

Gersinho então apelou para as entradas de Lucas Batatinha e Jean Carlo, mas a equipe pouco conseguiu segurar a posse no campo de ataque. Coube ao Brasil-RS administrar e sair com a terceira vitória consecutiva na Série B.

PRÓXIMA PARTIDA

O Operário não terá muito tempo de descanso até o próximo compromisso da Série B. Nesta terça-feira (11), o Fantasma visita o Paraná Clube, na Vila Capanema, em Curitiba. A promessa é de grande presença da torcida alvinegra na capital. Será o último jogo oficial da equipe antes da pausa para a Copa América.

Por conta do tempo apertado, a delegação alvinegra vai de Pelotas até Porto Alegre e, na sequência, desembarca em Curitiba. Os jogadores ficam diretamente na cidade para o embate com o Tricolor.

FICHA TÉCNICA

Brasil-RS: Carlos Eduardo; Ednei (Ricardo Luz), Leandro Camillo, Heverton e Sousa; Leandro Leite, Carlos Jatobá e Marcinho; Bruno Paulo (Douglas Baggio), Murilo Rangel (Diogo Oliveira) e Branquinho. Técnico: Rogério Zimmermann

Operário: Simão; Mailton, Lázaro, Sosa e Julinho; Chicão, Índio, Robinho (Lucas Batatinha) e Marcelo (Cleyton); Felipe Augusto (Jean Carlo) e Schumacher. Técnico: Gerson Gusmão

 

Gols: Leandro Camilo, aos 32 minutos do 2º tempo, para o Brasil-RS.
Cartões amarelos: Marcelo, Sosa e Chicão (Operário); Branquinho, Heverton e Carlos Jatobá (Brasil-RS)


Local/Data: Estádio Bento Freitas, em Pelotas (RS) | 08/06/2019
Árbitro: Marielson Alves Silva (BA)
Assistentes: José Carlos Oliveira dos Santos (BA) e Edevan de Oliveira Pereira (BA)


ESTATÍSTICAS*

Posse de bola
Brasil-RS 41,3% x 58,7% Operário

Finalizações certas
Brasil-RS 1 x 1 Operário

Finalizações erradas
Brasil-RS 12 x 4 Operário

Passes certos
Brasil-RS 158 x 292 Operário

Passes errados
Brasil-RS 44 x 40 Operário

* Fonte: Footsats

https://www.netesporteclube.com.br/artigo/Operario/8132/operario-finaliza-pouco-e-e-castigado-com-derrota-para-o-brasil-rs" data-text="Operário finaliza pouco e é castigado com derrota para o Brasil-RS">
PublicidadeNEC