Sem ter os documentos regularizados, Cléo Silva pode não continuar no OFEC

Diretoria deu prazo limite até sexta-feira (19); atleta não compareceu ao treino

Sem ter os documentos regularizados, Cléo Silva pode não continuar no OFEC

Jogador apresentado pelo clube há cerca de duas semanas pode não ficar no Operário - Foto: José Tramontin/ OFEC

Recém-contratado pelo Operário para substituir o meia-atacante Dione, emprestado para o ABC de Natal, o atacante Cléo Silva não está participando dos treinamentos com o elenco do Operário Ferroviário. O jogador passa por um problema com a documentação, e pode até fazer as malas se não for regularizado. 

Cléo chegou ao Operário no dia 1º de julho, mas duas semanas depois ainda não teve os documentos liberados pelo ex-clube, o Novorizontino, de São Paulo. Há informações de que o ‘desvínculo’ estaria parado na Federação Paulista. Com isso, o jogador não pôde ser cadastrado junto ao Boletim Informativo Diário da CBF como jogador do OFEC e não tem utilidade para o Fantasma. 

O presidente do Grupo Gestor do Operário, Álvaro Góes, estipulou como prazo máximo a próxima sexta-feira (19) para que o jogador esteja regular. "Estamos esperando resolver o assunto da documentação, mas acho que não vai dar certo, minha opinião. Já estamos com ele há mais de quinze dias. Se sexta-feira não resolver o assunto, vamos dispensar", crava o presidente. 

Compartilhe essa notícia com seus amigos!