Operário abre o marcador fora de casa mas fica no empate com o São Bento

Equipe alvinegra preferiu garantir o empate e foi menos ofensiva

Operário abre o marcador fora de casa mas fica no empate com o São Bento

Precisando fugir da zona de rebaixamento, o São Bento conseguiu o empate com um chute de longa distância diante do OFEC - Foto: São Bento/ Assessoria

O Operário Ferrovário empatou com o São Bento no Estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba, na noite desta terça-feira (23). O Fantasma abriu o placar mas o São Bento, pressionado na tabela, buscou o resultado. Mesmo desorganizado taticamente, o time mandante finalizou 16 vezes enquanto o Operário finalizou apenas seis ao longo do jogo.

Assim, o Operário segue sem vencer fora de casa, mas soma um ponto e mantém uma boa sequência na competição. Com os resultados da 11ª rodada até o momento, o time de Vila Oficinas aparece na 12ª colocação da tabela, com 14 pontos. O São Bento, segue na liderança da zona de rebaixamento, com nove pontos. 

Classificação Série B

1º TEMPO

Para enfrentar o São Bento, o técnico do Operário Ferroviário, Gerson Gusmão, fez apenas uma alteração comparado ao time titular que enfrentou o CRB, três dias antes, em Ponta Grossa. No meio campo, Serginho Paulista estreou no lugar de Jardel e o time sentiu os efeitos da mudança.

Com uma dupla de volantes menos ofensiva no time de Vila Oficinas, o São Bento mostrou velocidade e pressionou nos primeiros momentos de jogo. Atletas referência do alvinegro pouco apareciam. Mesmo assim, aproveitando a inferioridade técnica do São Bento, aos 15 minutos, Felipe Augusto colocou a bola na frente e tentou o chute. A bola desviou na defesa e foi parar nos pés de Lucas Gaúcho, que completou para o gol e abriu o marcador.    

Logo depois, o confronto teve uma sequência de faltas marcadas a favor do time mandante. Veloz e pressionado, o São Bento tentava reagir – chegou a acertar a trave e a colocar bolas nas mãos de Simão. Do outro lado, o Operário não conseguia equilibrar as ações e deixava espaço no meio.

Foi assim que, aos 39 minutos, de longa distância, um chute do camisa 8 do São Bento, Doriva, passou por todo mundo até balançar as redes. O goleiro Simão pulou, mas não alcançou, e o placar ficou igualado no Walter Ribeiro.  

2º TEMPO

O Operário voltou dos vestiários com alteração – Gersinho colocou Peixoto, um jogador mais pesado e defensivo, no lugar de Allan Vieira. O objetivo do Fantasma, em um primeiro momento, era conter o volume de jogo do time da casa.  

O goleiro Simão continuou tendo trabalho. Apesar de desorganizado, o São Bento levou perigo em cruzamentos, contra-ataques, escanteios, chutou na trave e tentou até uma ‘bicicleta’. O Operário também tentava, mas finalizava menos em comparação ao oponente.

Nas mudanças do São Bento, Doriva tirou atletas que se destacavam, mas que mostravam desgaste físico. Essas alterações acabaram diminuindo o rendimento do mandante. Enquanto isso, o Operário voltava a errar muitos passes e, para o comandante do grupo, o empate parecia suficiente.

Deixando o banco do Fantasma, Lucas Batatinha, aos 19 minutos, até assustou – sozinho, fez uma grande jogada pelo lado direito ofensivo e deixou a bola pronta para que algum companheiro completasse, mas a chance foi desperdiçada. O mesmo aconteceu com Marcelo, Lucas Gaúcho e Maílton, que tiveram chances, mas não conseguiram concluir.

Na última mudança, o técnico do Operário colocou Alisson no lugar de Marcelo, aumentou a estatura da equipe e cravou que a prioridade era mesmo segurar o resultado e evitar gols. Nos minutos finais, as duas equipes rendiam pouco e, apesar das chances, ninguém ampliou até o apito final.

PRÓXIMA RODADA

O Operário retorna a Ponta Grossa para enfrentar um rival paranaense pela Série B. Na sexta-feira (26), feriado na cidade princesina, o Fantasma encara o Coritiba às 19h15, no Estádio Germano Krüger, pela 12ª rodada da Segunda Divisão Nacional.

FICHA TÉCNICA

São Bento: Henal; Pablo, Alisson, Guilherme Mattis e Guilherme Romão; Doriva, Fábio Bahia e Fabrício Oya (Fernandes); Cafu (Caio Rangel), Zé Roberto e Paulinho Boia (Rafael Silva). Técnico: Doriva

Operário: Simão; Mailton, Lázaro, Rodrigo e Allan Vieira (Peixoto); Serginho Paulista, Índio, Marcelo (Alisson) e Cleyton; Felipe Augusto (Lucas Batatinha) e Lucas Gaúcho. Técnico: Gerson Gusmão

Gols: Lucas Gaúcho (OFEC), aos 15, e Doriva (SÃO BENTO), aos 39 minutos do 1º tempo.

Cartões amarelos: Rodrigo, Serginho Paulista, Lucas Gaúcho e Lucas Batatinha (OFEC); Guilherme Mattis (SÃO BENTO)

Local/Data: Estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba (SP) | 23/07/2019

Árbitro: Adriano Barros Carneiro (CE)

Assistentes: Renan Aguiar da Costa (CE) e Eleutério Felipe Marques Junior (CE)
 

ESTATÍSTICAS*

Posse de bola

São Bento 58,36% x 41,64% Operário

Finalizações certas

São Bento 8 x 4 Operário

Finalizações erradas

São Bento 8 x 2 Operário

Passes certos

São Bento 364 x 201 Operário

Passes errados

São Bento 29 x 48 Operário

* Fonte: Footsats

 

Compartilhe essa notícia com seus amigos!