PublicidadeNEC

OFEC abre vantagem de dois gols mas é anulado e toma a virada do Atlético-GO

Em 12 minutos, time de Goiânia fez 'blitz', empatou o jogo e foi atrás da virada

Por: Raylane Martins em 30/07/2019 23:20:46 atualizado em 30/07/2019 23:25:50

OFEC abre vantagem de dois gols mas é anulado e toma a virada do Atlético-GO

O Operário chega ao sexto jogo fora de casa sem vencer pela Série B do Campeonato Brasileiro - Foto: Victor Gomes/ ACG

OFEC abre vantagem de dois gols mas é anulado e toma a virada do Atlético-GO
PublicidadeNEC

Um jogo de tempos distintos marcou a noite desta terça-feira (30), no Estádio Antônio Accioly. O Operário Ferroviário perdeu por 4 a 2 de virada para o Atlético Goianiense e emendou o sexto jogo fora de casa sem vencer.

A equipe de Ponta Grossa terminou o primeiro tempo da partida com dois gols de vantagem mas ainda havia muita bola para rolar nos próximos 45 minutos. O Dragão só precisou de 12 minutos da segunda etapa para deixar tudo igual, e a 'blitz' custou caro para o Alvinegro.

Com os resultados até o momento, o Operário, que soma 15 pontos, se mantem na 13ª colocação enquanto o Atlético-GO assume a vice-liderança da tabela, com 24 pontos.

| Classificação da Série B

PRIMEIRO TEMPO

Dos dois lados do gramado, a noite era de estreia para os goleiros Gustavo e André Luiz. O técnico do Operário, Gerson Gusmão, lidava ainda com cinco alterações em relação à ultima rodada, e uma formação tática diferente. O comandante optou por entrar em campo com um atleta mais marcador na lateral esquerda, Peixoto, e com três volantes – Jardel, Revson e Serginho Paulista.

O Atlético começou pressionando a equipe visitante e, com apenas 2 minutos de jogo, Matheusinho já teve a primeira oportunidade, mas não conseguiu converter. Do outro lado, o Operário estava bem posicionado, conseguia equilibrar o duelo e até criar algumas jogadas.

Aos 16 minutos, o Fantasma aproveitou a bola parada para crescer de vez no confronto. Maílton cobrou escanteio e o cruzamento fechado foi parar na cabeça de Peixoto, que quase sem ângulo balançou as redes e deu confiança ao time ponta-grossense. O Dragão até tentou responder, mas o Operário tinha o controle.

Aos 45 minutos, Maílton entrou na área costurando a defesa adversária e Moacir tentou impedir a finalização: pênalti para o Fantasma. O próprio Maílton fez a cobrança e balançou as redes, levando o time de Vila Oficinas aos vestiários com dois gols à frente - mas o confronto estava longe de acabar.

SEGUNDO TEMPO

O Operário só precisava manter o resultado para quebrar o jejum de vitórias fora de casa, mas a equipe voltou desorganizada e não soube lidar com a indignação do Atlético Goianiense frente ao placar. A movimentação e a organização tática que confundiam a defesa do time da casa na primeira parte do jogo, ficaram em segundo plano.

Com quatro minutos do 2º tempo, o Atlético mostrou que estava vivo. Depois de cobrança de falta perigosa, a bola ficou em bate-rebate na área até que o camisa 4, Gilvan, colocasse no fundo do gol. Oito minutos depois, o zagueiro do Operário, Rodrigo, furou na hora de tirar a bola da área, e deu espaço para que Nicolas finalizasse e deixasse tudo igual.

Com a torcida local empurrando o Atlético e o Operário sentindo o peso dos erros, o Dragão precisou de pouco para virar o placar. Aos 25 minutos, Matheusinho fez um cruzamento preciso e colocou a bola na área. Mike despistou a marcação e subiu sozinho, na medida, para cabecear e fazer o gol da virada.

Depois disso, o Operário não teve mais chances. Quando o resultado parecia estar decretado, o Atlético continuava crescendo ofensivamente. Nos acréscimos, outra falha da zaga alvinegra deu o quarto gol ao time de Goiânia. Rodrigo Rodrigues foi o autor do chute: 4 a 2.

PRÓXIMO JOGO

Nesta quarta-feira (31), pela manhã, o Operário Ferroviário pega um avião rumo a Florianópolis e, na sequência, vai até Criciúma, de ônibus, onde enfrenta o Criciúma Esporte Clube no sábado (3), às 16h30. 

FICHA TÉCNICA

Operário: André Luiz; Mailton, Lázaro, Rodrigo e Peixoto; Jardel, Revson (Chicão), Serginho Paulista (Jean Carlo) e Cleyton; Felipe Augusto (Lucas Batatinha) e Bruno Batata. Técnico: Gerson Gusmão

Atlético-GO: Gustavo; Jonathan (Pedro Bambu), Lucas Rocha, Gilvan e Nicolas; Moacir, Jorginho e André Castro (Gilsinho); Mike, Matheuzinho e Pedro Raul (Rodrigo Rodrigues). Técnico: Wagner Lopes

Gols: Peixoto e Mailton (Operário); Gilvan, Nicolas e Rodrigo Rodrigues (Atlético-GO)

Arbitragem: Denis da Silva Ribeiro Serafim (AL), auxiliado por Pedro Jorge Santos de Araújo (AL) e Rondinelli dos Santos Tavares (AL)

Serviço: Estádio Antônio Accioly, em Goiânia (GO), no dia 30/07/19.

 

https://www.netesporteclube.com.br/artigo/Operario/8392/operario-abre-vantagem-de-dois-gols-mas-e-anulado-e-toma-a-virada-em-goiania" data-text="OFEC abre vantagem de dois gols mas é anulado e toma a virada do Atlético-GO">
PublicidadeNEC