Gerson Gusmão admite erros da equipe e considera resultado justo em Goiânia

OFEC tinha dois gols de vantagem até o intervalo e esteve perto da 1ª vitória fora

Gerson Gusmão admite erros da equipe e considera resultado justo em Goiânia

Operário enfrentou o Atlético-GO e, no próximo sábado (3), tem mais um compromisso fora, contra o Criciúma - Foto: José Tramontin/ Arquivo

PublicidadeNEC

O Operário Ferroviário perdeu para o Atlético-GO e quebrou a sequência positiva que vinha construindo após a pausa da Copa América. O Fantasma foi ao intervalo ganhando por 2 a 0 e, no segundo tempo, tomou quatro gols do oponente e saiu derrotado.

Em coletiva após o confronto, o técnico Gerson Gusmão reconheceu o desequilíbrio e as falhas que fizeram com que o Operário assumisse outra postura nos 45 minutos finais.

“O resultado passou muito pelo início do segundo tempo. Acabamos sofrendo um gol que era tudo que o adversário precisava para ganhar força perante o seu torcedor. Nós cometemos erros que acabaram sendo fatais, aí ficou muito difícil manter a organização. O resultado foi justo, o Atlético buscou e a gente acabou falhando muito”, analisa Gersinho.

“Em todos os gols tiveram falhas, algumas grotescas. Muito abaixo daquilo que nossa equipe pode render em termos técnicos. Erros de marcação em bola parada, pontos que a gente alertou”, complemeta o treinador.

Gerson Gusmão também falou sobre uma expulsão não dada a um jogador do time goianiense e elogiou a apresentação do rival. “Não é a toa que estão nas primeiras colocações”, afirmou. Segundo o técnico do Fantasma, com a pressão exercida pelo Atlético-GO e pelo próprio ambiente criado após os 12 minutos iniciais da segunda etapa, em que o Dragão marcou os dois gols e conseguiu o empate, foi praticamente impossível fazer com que o elenco mantivesse o equilíbrio em campo.  

 

Compartilhe essa notícia com seus amigos!