PublicidadeNEC

Operário evolui longe de Ponta Grossa e empata com o América-MG em BH

Fantasma fica no zero, mas cresce no desempenho como visitante na Série B

Por: Felipe Gustavo em 31/08/2019 21:06:16 atualizado em 31/08/2019 23:09:04

Operário evolui longe de Ponta Grossa e empata com o América-MG em BH

Operário assustou o Coelho mesmo jogando no Estádio Independência, em Belo Horizonte - Foto: Mourão Panda/América-MG

Operário evolui longe de Ponta Grossa e empata com o América-MG em BH
PublicidadeNEC

Pela segunda vez consecutiva longe de Ponta Grossa, o Operário Ferroviário segurou o adversário e trouxe na bagagem um ponto. O 0 a 0 com o América-MG, no Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG), foi comemorado pelo grupo alvinegro ao final da partida.

Com o resultado obtido na noite deste sábado (31), o Fantasma caiu para a oitava colocação, mas permanece há três pontos do 'G4'. De quebra, a equipe mostrou bom desempenho no primeiro tempo e manteve a invencibilidade do goleiro Rodrigo Viana, que ainda não sofreu gols jogando pelo clube.

Classificação Série B

1º TEMPO

O técnico Gerson Gusmão finalmente teve a oportunidade de repetir a equipe da última rodada. Do outro lado, no América-MG, ocorreu o mesmo. Com esse cenário, Fantasma e Coelho fizeram um primeiro tempo movimentado. Os visitantes ditaram o ritmo da posse de bola e, como prometido, melhoram o desempenho longe do Germano Krüger.

Com 10 minutos, o Alvinegro já havia finalizado quatro vezes e tinha ampla presença ofensiva, inclusive apertando a saída do adversário. Uma das chances veio em bola parada. Allan Vieira - com o pé bem calibrado na noite - bateu de longe e Jori espalmou.

Lance parecido ocorreu nos minutos finais da primeira etapa, mas com a 'gorduchinha' rolando. O goleiro do Coelho foi buscar no canto a bomba do lateral esquerdo do Operário.

Antes, o Fantasma havia conseguido mais duas boas oportunidades. A primeira com Maílton em cobrança de falta que Jori espalmou; e a segunda com Lucas Batatinha, mas o camisa 9 finalizou fraco em cima do goleiro.

Nos acréscimos, os donos da casa até balançaram a rede com Felipe Azevedo, mas a arbitragem anulou a jogada corretamente ainda no início. Alívio para os corações alvinegros. O Operário foi para o vestiário com 10 chutes e 53% de posse.

2º TEMPO

Os dois treinadores optaram por manter as formações na volta para a etapa complementar. A primeira ação partiu de Felipe Conceição, que colocou o experiente e rápido Neto Berola.

O Coelho passou a ter mais posse, mas esbarrava num Operário que tinha boa recomposição e se fechava com maestria. Por isso, o segundo tempo foi mais truncado e com excesso de faltas dos dois lados.

Por consequência o confronto 'explodiu' em cartões amarelos. Foram nove ao todo, incluindo dois para integrantes da comissão técnica do América-MG. Eles pediam a expulsão dos laterais do Fantasma em momentos diferentes da partida.

O único prejuízo de Gerson Gusmão foi mesmo Allan Vieira. O camisa 6 recebeu o terceiro amarelo e desfalca o elenco na próxima semana. Apesar das inúmeras paralisações, os dois times chegaram perto de tirar o zero do placar.

Aos 29, Junior Viçosa bateu por cima da meta de Rodrigo Viana. Quatro minutos depois, Maílton cobrou falta na área, Rodrigo se antecipou e cabeceou à esquerda de Jori. Nem mesmo as entradas de Cléo Silva, Rafael Chorão e Schumacher mudaram o panorama e o zero persistiu até o apito final.

PRÓXIMO JOGO

Pela 21ª rodada, o Operário recebe o Cuiabá no Estádio Germano Krüger. A partida está agendada para sábado (7), às 16h30. No ano passado, os dois clubes fizeram a decisão da Série C do Campeonato Brasileiro. Em Ponta Grossa disputaram um jogo eletrizante e empataram por 3 a 3. No primeiro turno da Série B, os mato-grossenses levaram a melhor e venceram de virada por 2 a 1, na Arena Pantanal.

FICHA TÉCNICA

América-MG: Jori; Leandro Silva, Paulão, Ricardo Silva e João Paulo; Zé Ricardo, Juninho e Marcelo Toscano (Willian Maranhão); Diego Ferreira (Neto Berola), Felipe Azevedo (França) e Junior Viçosa. Técnico: Felipe Conceição

Operário: Rodrigo Viana; Maílton, Alisson, Rodrigo e Allan Vieira; Jardel, Índio, Marcelo (Rafael Chorão) e Cleyton; Felipe Augusto (Schumacher) e Lucas Batatinha (Cléo Silva). Técnico: Gerson Gusmão

Cartões amarelos: Maílton, Allan Vieira e Lucas Batatinha (Operário); Junior Viçosa, Marcelo Toscano, Ricardo Silva, Felipe Conceição, Cauan de Almeida e Leandro Silva (América-MG)

Local/Data: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG) | 31/08/2019
Público: 3.142
Renda: R$ 16.314,00
Árbitro: Antonio Dib Moraes de Sousa (PI)
Assistentes: Alisson Lima Damasceno (PI) e Mauro Cezar Evangelista de Sousa (PI)

ESTATÍSTICAS*

Posse de bola

América-MG 51,2% x 48,8% Operário

Finalizações certas

América-MG 0 x 4 Operário

Finalizações erradas

América-MG 8 x 7 Operário

Passes certos

América-MG 227 x 277 Operário

Passes errados

América-MG 43 x 47 Operário

* Fonte: Footstats

https://www.netesporteclube.com.br/artigo/Operario/8574/operario-evolui-longe-de-ponta-grossa-e-empata-com-o-america-mg-em-bh" data-text="Operário evolui longe de Ponta Grossa e empata com o América-MG em BH">
PublicidadeNEC