PublicidadeNEC

Gersinho comemora 'novo' Operário em empate com o América Mineiro

Comandante do Fantasma enxerga mudança de atitude e refuta posição na tabela

Por: Felipe Gustavo em 31/08/2019 22:03:51 atualizado em 31/08/2019 22:04:32

Gersinho comemora 'novo' Operário em empate com o América Mineiro

Treinador teve noite mais tranquila com atuação do Fantasma contra o América Mineiro, em Belo Horizonte - Foto: Mourão Panda/América-MG

Gersinho comemora 'novo' Operário em empate com o América Mineiro
PublicidadeNEC

Diferente da última semana, quando cobrou efusivamente um desempenho melhor de todo o elenco em jogos longe de Ponta Grossa, o técnico Gerson Gusmão apareceu mais 'aliviado' após o empate de 0 a 0 com o América-MG, no Estádio Independência, em Belo Horizonte.

Apesar dos dois jogos terem acabado em empate, o comandante alvinegro aprovou o Fantasma de Minas. Gersinho ainda comentou sobre os números da equipe, a necessidade de gols e reforços. Confira!  

CONTRA O VITÓRIA; CONTRA O AMÉRICA-MG

"Na semana passada eu falei que todos tínhamos que melhorar, inclusive eu. Demos muitas oportunidades ao nosso adversário. Por isso fiz as cobranças. A gente precisa ter atenção do início ao fim. Hoje foi diferente. O adversário chegou só com a segunda bola. Estávamos atentos. O campeonato exige isso. Fico satisfeito pelo grupo ter dado essa resposta. Cada ponto é muito importante nesta competição".

PRESSÃO DO AMÉRICA-MG

"Não. Não sofremos pressão em momento nenhum. É claro que quando se joga em casa se tem mais força, mais posse e presença no ataque. Mas entendo que a nossa equipe correu poucos riscos. Não conseguimos manter a parte técnica durante os 90 minutos. Tivemos um passe melhor no primeiro tempo e devolvemos mais a bola ao adversário no segundo. Foi só nossa equipe que não conseguiu manter o ritmo, mas estivemos numa partida muito boa no primeiro tempo. É difícil manter os 90 minutos; uma hora vai oscilar".

ALISSON

"A resposta foi o atleta que deu. Às vezes a gente não leva um atleta porque não podemos levar todos. O Alisson não estava sendo relacionado pois eu tinha que optar por um ou outro. Mas ele é um atleta que sempre treina bem, dando o seu melhor. Ele sabia que o momento ia chegar. Às vezes o atleta não se dedica, reclama de não ser escalado e, quando aparece a chance, não está preparado. O Alisson é um exemplo contrário. Na época que ele não estava jogando, eu queria uma outra situação para a defesa; com mais estatura".

ALTERAÇÕES

"Na parte final tentamos um time mais rápido, mas não conseguimos ter essa jogada de velocidade com qualidade. No final do jogo a gente optou pelo Schumacher para prender mais a bola. O Felipe [Augusto] já estava desgastado".

CLEYTON PROTAGONISTA?

"Tivemos grandes destaques na partida de hoje além do Cleyton. O Allan [Vieira], o Maílton - que tomou um cartão injusto. Índio e Jardel foram muito bem, os zagueiros também, Rodrigo Viana seguro, Marcelo muito bem no meio".

POSIÇÃO NA TABELA

"Vamos trabalhar para enfrentar um adversário direto. Eu digo para os atletas que não importa neste momento a colocação, mas sim a pontuação. O torcedor pode ficar tranquilo. A nossa meta agora é manter essa diferença pequena para quem está em cima e pontuar para se afastar da parte inferior".

SEMANA LIVRE

"No primeiro momento vamos recuperar aqueles que estão com mais 'minutagem'. Felizmente não tivemos problemas de lesão hoje. Vamos dar um descanso e treinar algo mais leve nos dois primeiros dias e, a partir de quarta-feira, voltar ao ritmo normal. Quarta e quinta treinamos mais forte, e sexta já mais leve, pois sábado vamos para o jogo".

NÚMEROS OFENSIVOS E DEFENSIVOS

"Eu falo assim: às vezes os números ofuscam algumas coisas. Importante é buscar o resultado, cumprir o dever de casa e pontuar fora. Não adiantaria passarmos quatro jogos sem sofrer gols se não tivessemos feito o dever de casa. Ainda temos que melhorar ofensivamente. Não acho certo o time ter mais jogos do que gols, por exemplo. Nós estamos com déficit de três: 20 jogos e 17 gols. Não significa que precisamos golear, mas sempre estar marcando gols - até mesmo em derrotas".

CÁSSIO ORTEGA

"Por onde passa ele costuma fazer um número razoável de gols, mas é um jogador de lado e ainda precisamos de mais uma reposição: um centroavante para brigar com Lucas Batatinha, Schumacher, Bruno Batata e Uilliam quando voltar".

NOVOS REFORÇOS

"Precisamos de mais peças, de um lateral direito também; isso a gente não esconde de ninguém. A esquerda não é prioridade pois temos três opções. Também necessitamos de jogadores pelo meio e talvez tenhamos novidades nesse setor".

https://www.netesporteclube.com.br/artigo/Operario/8575/gersinho-comemora-novo-operario-em-empate-com-o-america-mineiro" data-text="Gersinho comemora 'novo' Operário em empate com o América Mineiro">
PublicidadeNEC