PublicidadeNEC

Operário toma três gols do Oeste e segue como o pior visitante da Série B

Estratégia não dá certo e OFEC quebra sequência de 5 jogos sem perder

Por: Raylane Martins em 13/09/2019 22:59:54 atualizado em 13/09/2019 23:19:52

Operário toma três gols do Oeste e segue como o pior visitante da Série B

Operário perde para o Oeste por 3 a 0 e continua com apenas uma vitória fora de casa na Segunda Divisão Nacional - Foto: Jeferson Vieira

Operário toma três gols do Oeste e segue como o pior visitante da Série B
PublicidadeNEC

O Operário Ferroviário perdeu por 3 a 0 para o Oeste na Arena Barueri. O Fantasma teve dificuldades para jogar com um ataque mais pesado, triangulou pouco e teve menor produção ofensiva, principalmente depois que os donos da casa abriram o marcador, ainda na primeira etapa. No segundo tempo, a equipe até voltou melhor, projetando atletas na área, mas tomou o segundo gol no susto, e desorganizado, levou o terceiro dois minutos depois.

Com o resultado, o Operário perde uma sequência de cinco jogos sem derrotas e desce para a sétima posição da tabela, enquanto o time de Barueri chega à 13ª colocação. O saldo de gols do Fantasma fica em cinco gols negativos após a 22ª rodada.

PRIMEIRO TEMPO

O Alvinegro tinha mais posse de bola e conseguia equilibrar as ações nos momentos iniciais, mas com Schumacher no lugar de Lucas Batatinha, o ataque do Operário tinha outra característica – não conseguia fluir, por se tratar de um ataque pesado. Mesmo assim, aos 10 minutos, o time do técnico Gerson Gusmão teve a primeira chance de abrir o marcador, justamente com o centroavante. Schumacher recebeu de um cruzamento de Allan Vieira, mas na cara do gol, não conseguiu completar.

O Oeste tinha dificuldade para manter a bola nos pés mas, quando tinha a posse, trabalhava bem entre os atletas. Aos 23 minutos, pelo lado direito do campo, Elvis esticou para Mazinho, que com inteligência, voltou a bola para trás, despistando o Operário. Cicinho recebeu e cruzou para o centro da pequena área, onde Thiaguinho apareceu e empurrou para o gol.

Naturalmente, o Oeste recuou e tentava explorar contra-ataques. O Operário perdeu fôlego e, na frente, Felipe Augusto e Allan Vieira erraram cruzamentos. O time sofria para construir jogadas ofensivas.   

SEGUNDO TEMPO

Sem alterações em nenhuma das equipes, o Operário começou a segunda etapa melhor. Logo nos primeiros minutos, o time do técnico Gerson Gusmão fez jogadas de projeção de Cleyton e Maílton e a equipe agia com velocidade para pressionar o adversário enquanto o Oeste perdia o ritmo do jogo. Mas esse cenário não durou muito.

Quando o cronômetro marcava 16 minutos do 2º tempo, o Oeste ampliou e abalou o Operário. O gol saiu no susto, depois de uma falta da esquerda. Cleber Reis cabeceou, Rodrigo Viana espalmou devolvendo a bola para a área, e Caetano pegou no rebote para fazer o segundo do Oeste. Os donos da casa cresceram e obrigaram Gersinho a fazer mudanças.

O comandante, que já havia tirado um volante, Jardel, para colocar um meia-atacante, Cássio Ortega, antes de tomar o segundo gol, apostou no recém-chegado Felipe Alves no lugar de Schumacher para tentar diminuir a vantagem. Enquanto o time alterava o posicionamento, o Oeste fez mais um: Thiaguinho aproveitou a desorganização e entrou sozinho na área, passou por todo mundo e balançou as redes.

Com isso, a equipe de Barueri decidiu o jogo. O elenco alvinegro se assustou, e nas poucas chances que teve, não soube concluir. Sem nenhum volante e com um time mais rápido, o Operário teve uma bola na trave aos 25 minutos, um chute de Marcelo que acabou nas mãos do goleiro aos 32 e um cruzamento de Maílton que Cássio Ortega recebeu mas, na cara do gol, errou a mira, no último lance da partida.

Aos 30 minutos, o Oeste perdeu Lídio, que foi expulso por um lance duro no camisa 10 do Fantasma. Mesmo com um a menos, o Oeste ficou os três pontos e cravou, mais uma vez, a colocação do Operário como pior visitante da Série B.

PRÓXIMA PARTIDA 

O Operário volta de São Paulo e, já na segunda feira (16), recebe a Ponte Preta no Estádio Germano Krüger. A partida válida pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B está marcado para as 20 horas, na casa do Fantasma.

FICHA TÉCNICA

Oeste: Luis Carlos; Cicinho, Cleber Reis, Caetano e Alyson; Thiaguinho (Lídio), Mazinho e Matheus Jussá; Elvis (Kauã), Bruno Lopes (Cesinha) e Fábio. Técnico: Renan Freitas

Operário: Rodrigo Viana; Mailton, Alisson, Rodrigo e Allan Vieira; Jardel (Cássio Ortega), Índio (Rafael Chorão), Marcelo e Cleyton; Felipe Augusto e Schumacher (Felipe Alves). Técnico: Gerson Gusmão

Gols: Thiaguinho, aos 23’ do 1º tempo e aos 18’ do 2º tempo, e Caetano, aos 16’ do 2º tempo (Oeste)
Cartões amarelos: Cicinho, Cléber Reis, Caetano, Thiaguinho, Bruno Lopes (Oeste); Felipe Augusto (OFEC)
Cartão vermelho: Lídio (Oeste)

Local/Data: Arena Barueri, em Barueri (SP) | 13/09/2019
Árbitro: Wanderson Alves de Souza (MG)
Assistentes: Celso Luiz da Silva (MG) e Frederico Soares Vilarinho (MG)

ESTATÍSTICAS*

Posse de bola

Oeste 49,3% x 50,7% Operário

Finalizações certas

Oeste 6 x 7 Operário

Finalizações erradas

Oeste 3 x 10 Operário

Passes certos

Oeste 300 x 349 Operário

Passes errados

Oeste 52 x 50 Operário

* Fonte: Footstats

 

https://www.netesporteclube.com.br/artigo/Operario/8647/operario-toma-tres-gols-do-oeste-e-segue-como-o-pior-visitante-da-serie-b" data-text="Operário toma três gols do Oeste e segue como o pior visitante da Série B">
PublicidadeNEC