Titular em quase toda a Série B, Índio faz autoavaliação e reconhece oscilações

Volante do Operário ficou de fora apenas nos jogos em que estava suspenso

Titular em quase toda a Série B, Índio faz autoavaliação e reconhece oscilações

Índio está no Operário Ferroviário desde 2017 e tem 66 jogos oficiais com a camisa do Fantasma - Foto: João Vitor Rezende

PublicidadeNEC

Titular em todos os jogos em que esteve disponível nesta temporada, Índio se tornou peça chave no elenco do Operário Ferroviário. São 33 jogos feitos até o momento em 2019, todos como titular. Nos únicos jogos que o atleta não atuou, cumpria suspensão por cartão amarelo.

Jogando com mais frequência e se adequando ao estilo do Brasileirão da Série B, o atleta admite que não vive o melhor momento da carreira - Índio quer voltar a ter desempenhos mais regulares em campo.   

"Sou um jogador que me cobro muito, nos jogos e nos treinos tenho sempre minha autoanálise. Creio que tenho atuado tecnicamente um pouco abaixo do que eu poderia render comparado ao ano passado, pela Série C, quando fiz um excelente campeonato. Neste ano tenho jogado com mais frequência, mas o que era o meu ponto forte no ano passado, na minha visão, que era a minha regularidade, não tenho conseguido nesse ano. Tenho tido algumas oscilações, mas sempre procuro ver onde estou errado e os pontos onde posso melhorar", afirma o camisa 8 em autoavaliação.  

Índio ficou de fora do último compromisso do Operário Ferroviário, contra o Sport, cumprindo suspensão por cartão amarelo. O atleta deve retornar à escalação titular no jogo contra o Brasil de Pelotas, e quer mostrar que pode mais. 

"Essa semana que fiquei de fora, suspenso, foi uma semana muito boa para que eu pudesse pensar nisso, treinar os pontos que preciso melhorar. Sei que tenho tudo para fazer boas atuações, até melhores do que fiz ano passado, melhorar tecnicamente e ajudar a equipe a crescer", ressalta o volante. 

Compartilhe essa notícia com seus amigos!
PublicidadeNEC