88% dos gols do OFEC na 'B' saíram de chutes a menos de 15 metros da meta

Distância mais comum de chutes à gol do Operário fica entre 6 e 10 metros

88% dos gols do OFEC na 'B' saíram de chutes a menos de 15 metros da meta

Operário fez 26 gols no Campeonato Brasileiro da Série B até o momento; a média é inferior a um gol por jogo - Foto: João Vitor Rezende

PublicidadeNEC

Nono colocado na tabela do Brasileirão da Série B, o Operário Ferroviário tem um dos piores saldos de gol do campeonato - são 26 gols feitos e 33 sofridos. A média é inferior a um gol feito por partida. Das 26 vezes em que o Fantasma atingiu a meta, em 15 o autor do gol esteve a uma distância de 20 a 25 metros para a execução do chute. 

O Operário já finalizou para o gol 299 vezes, acertando 111 e errando 188. O aproveitamento, com 26 gols marcados, é de 37,1%.

Do total de gols, catorze foram feitos de 6 a 10 metros da meta e nove foram feitos de 11 a 15 metros de distância. Os outros três gols feitos foram em chutes longos, de 16 a 20 metros. 

A maioria das tentativas de finalização do elenco alvinegro acontece entre 11 e 15 metros do gol. Foram 59 finalizações dessa distância até o momento, sendo 23 certas e 37 erradas, para aproveitamento de 37,3% em gol. Apesar de quase 90% dos gols terem sido feitos mais próximos da meta, o Operário costuma arriscar mais de longa distância. 

Foram 81 finalizações feitas até a 29ª rodada com distância de 26 a 30 metros - 60 delas erradas. Chutes com distância de 21 a 25 metros da meta já chegaram a 47 tentativas, sendo 32 erradas. Por fim, foram 44 finalizações com chutes de 16 a 20 metros de distância, sendo 23 certas e 22 erradas. 

O Operário é o quarto time que mais finaliza com distâncias mínimas e tem o quarto melhor aproveitamento nos chutes à gol de bola curta.

Compartilhe essa notícia com seus amigos!
PublicidadeNEC