Operário perde para o Guarani e dá adeus à chance de acesso à Série A

Fantasma sofre gol de pênalti e não aproveita vantagem numérica no fim

Operário perde para o Guarani e dá adeus à chance de acesso à Série A

Derrota tira de vez o Fantasma da briga pela Série A, enquanto o Bugre fica mais perto da permanência na "B". - Foto: José Tramontin/OFEC

PublicidadeNEC

Na tarde deste sábado (16), Guarani e Operário se enfrentaram pela 36ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro no Estádio Brinco de Ouro, em Campinas. Com gol de pênalti, o Operário foi derrotado por 1 a 0 pelo Guarani. O Fantasma ainda teve a chance de empate nos minutos finais, mas chegou à terceira partida consecutiva sem vitória. Com o resultado, o Fantasma segue com 49 pontos, na 9ª colocação da tabela. Enquanto o Guarani chegou a 44 pontos, na 11ª colocação.  

                                                              

1º TEMPO

O Operário foi melhor no início, a equipe alvinegra teve as primeiras chances da partida e quase abriu o placar com Índio, em jogada pelo meio e defesa de Jefferson, aos 3’. Logo na sequência, Rafael Chorão recebeu livre e chutou para cima da meta do adversário.

O Guarani também chegava ao campo de ataque e teve a primeira chance na jogada de Diego Cardoso. O camisa 9 recebeu pela esquerda e bateu forte, mas a bola passou pela lateral de Rodrigo Viana. Após a chance do Bugre, o Operário voltou ao campo de ataque e quase marcou no chute de Marcelo, que parou nas mãos de Jefferson.

A primeira etapa foi de trabalho para os goleiros. Enquanto Rodrigo Viana antecipava as principais chances do Bugre, Jefferson também era exigido nas finalizações do Fantasma. Mas o camisa 1 do Fantasma sentiu e deixou a partida para a entrada de André Luiz, aos 28’.

O Bugre seguiu no campo de ataque e conseguiu penalidade máxima a seu favor na jogada de Rondinelly. No lance, o camisa 7 recebeu, tirou de André Luiz e foi derrubado pelo goleiro alvinegro. Diego Cardoso foi para a cobrança e abriu o placar para o Guarani, aos 33’. Após o gol, o Bugre seguiu no ataque e quase ampliou no cabeceio de Luiz Gustavo. O Fantasma até tentou buscar o empate, mas terminou a primeira etapa atrás no placar.

 

2º TEMPO

Os primeiros minutos da etapa final foram de mais intensidade do Fantasma. Com jogadas pelas laterais, o time alvinegro voltou em busca do empate. Sem conseguir ficar com a bola, o Bugre recuou e deixou o Operário criar no meio campo.

Aos poucos, o Bugre foi retomando o espaço no meio campo e aproveitando a vantagem do placar. Com a saída do Fantasma, o Guarani tentou apostar nos contra-ataques para ampliar, mas não conseguia ter efetividade nas jogadas e facilitava para a defesa alvinegra.

O jogo começou a ficar mais favorável ao Fantasma após a expulsão de Marcelo. O camisa 5 do Bugre chegou forte em Mailton na entrada da área e recebeu o vermelho direto. Com isso, o Fantasma até teve mais espaços para atacar, mas não conseguiu ser efetivo nas jogadas de ataque.  

O técnico Gerson Gusmão tentou fazer mudanças para avançar a equipe, mas nada de muito diferente foi feito pelo Fantasma. Ao final, o empate quase veio na pressão do Fantasma nos últimos minutos, mas Bruno Silva conseguiu antecipar antes da chegada de Alisson. Sem mais tempo, o Fantasma foi derrotado pelo Bugre.

 

PRÓXIMO JOGO

Sem mais chances de acesso, o Operário recebe o Vitória na próxima rodada. O confronto da 36ª rodada está marcado para terça-feira (19), no Estádio Germano Krüger, às 21h30.

 

FICHA TÉCNICA

Guarani: Jefferson Paulino; Lenon, Luiz Gustavo, Bruno Silva e Thallyson; Marcelo (Deivid), Lucas Crispim, Arthur Rezende e Rondinelly (Ricardinho); Davó (Deivid) e Diego Cardoso (Nando).

Técnico: Thiago Carpini

 

Operário: Rodrigo Viana (André Luiz); Mailton (Eduardo), Rodrigo, Alisson e Allan Vieira; Jardel, Índio (Felipe Alves), Marcelo e Rafael Chorão; Felipe Augusto e Lucas Batatinha.

Técnico: Gerson Gusmão

 

Cartões amarelos: Lenon, Marcelo, Arthur (GUA) ; Felipe Augusto, Lucas Batatinha, Jardel, Rafael Chorão, Rodrigo (OFEC).

Cartão vermelho: Marcelo (GUA)

Local/Data: Estádio Brinco de Ouro, em Campinas (SP) | 16/11/2019

Público total: 2.961

Renda: R$33.790,00

Árbitro: Pathrice Wallace Corrêa Maia 

Assistentes: Thiago Henrique Neto Correa Farinha e Lilian da Silva Fernandes Bruno

 

Compartilhe essa notícia com seus amigos!
PublicidadeNEC