Número de sócios-torcedores do OFEC foi de 1,5 mil a 9 mil em três anos

Depois da queda no Estadual em 2016, Operário começou 2017 com 1.591 sócios

Número de sócios-torcedores do OFEC foi de 1,5 mil a 9 mil em três anos

Operário vai iniciar a temporada 2019 tendo ultrapassado a marca de nove mil associados - Foto: José Tramontin/Operário

PublicidadeNEC

Com cerca de 9.000 pessoas inscritas, o programa de sócio-torcedor do Operário Ferroviário teve um crescimento expressivo nos últimos anos. Em janeiro de 2017, o quadro de associados estava na casa dos 1.500 torcedores. Três anos depois, este número é seis vezes maior. 

Conforme reportagem publicada pelo Net Esporte Clube no dia 21 de janeiro de 2017, o Operário tinha 3.300 sócios-torcedores após o título estadual de 2015. Com o rebaixamento no Paranaense de 2016, o programa entrou em crise - em janeiro de 2017 a lista tinha 1.591 nomes, e o impacto foi grande nos cofres. Uma perda de 65 mil reais de arrecadação em seis meses.

Em outubro de 2017, o programa Sócio Fantasma da Vila, no formato de hoje, começou a ser estruturado. As modalidades de sócio-torcedor e os benefícios foram ampliados. Além do acesso aos jogos do Operário em casa, o associado passou a integrar um clube de descontos em estabelecimentos comerciais parceiros. Neste momento, o número era de aproximadamente 2.200 sócios.

Com o desempenho do Operário em 2017 e o título conquistado na Série D do Campeonato Brasileiro, em cinco meses o clube chegou aos 4 mil associados. Depois disso, o programa disparou. Em dezembro de 2018, no encerramento da temporada em que foi campeão da Série C, atingiu a marca de 6 mil. Até o início da Série B, no final de abril de 2019, chegou aos 8 mil. 

Em entrevista ao Net Esporte Clube, Joélcio de Miranda - diretor do programa sócio-torcedor - reconhece o crescimento e quer consolidar o formato adotado.

“O programa de sócio-torcedor tem que ser visto sempre como um programa de médio a longo prazo. Foi isso que coloquei desde que assumi a diretoria. Quanto mais consolidarmos esse nosso formato, mais o sócio vai gostar dele e aprender a utilizá-lo. Queremos fazer essa manutenção, fazer com que todos saibam ‘decor e salteado’ o que é o nosso programa e, claro, a cada ano vamos procurar incrementar uma coisa ou outra para atrair novos sócios”, afirma.

A próxima meta do Operário é atingir os 10 mil sócios-torcedores e reduzir o percentual de inadimplentes, que hoje chega a 18%. A diretoria sonha em preencher o Estádio Germano Krüger somente com associados.

Compartilhe essa notícia com seus amigos!